Loading...

29 agosto 2010

AUXÍLIO EBD

Para a próxima lição, de número 10.

LIÇÃO 10 – O MINISTÉRIO PROFÉTICO NO NOVO TESTAMENTO

O profeta do AT era o representante ou agente de Deus na terra, que revelava sua vontade com relação ao presente e ao futuro. O testemunho dos profetas dizia que o Messias seria um profeta para iluminar Israel e as nações (Is 42.1; cf. Rm 15.8). Os evangelhos também apresentam Jesus da mesma forma, como profeta (Mc 6.15; Jo 4.l9; 6,14; 9.17; Mc 6.4; 1.27).

a) Como profeta, Jesus pregou a salvação. Os profetas de Israel exerciam seu ministério mais importante em tempos de crise, quando os governadores e demais estadistas e sacerdotes estavam confusos e impotentes para atuar, Era essa a hora em que o profeta entrava em ação e, com autoridade divina, mostrava o caminho para sair das dificuldades dizendo: "Este é o caminho; siga-o"(Is 30.21).

O Senhor Jesus apareceu em um tempo quando a nação judaica se encontrava em um estado de inquietação causado pelo anelo de libertação nacional. A pregação de Cristo obrigou a nação a escolher, quanto à espécie de libertação: ou guerra com Roma ou paz com Deus. Eles escolheram mal e sofreram a desastrosa consequência, a destruição nacional (Lc 19.41-44; cf. Mc 26.52). Como seus antepassados desobedientes e rebeldes, que, certa vez, tentaram em vão forçar seu caminho para Canaã (Nm 14.40-45), assim também os judeus, em 68 d. C, tentaram pela força conquistar sua libertação de Roma. A rebelião foi reprimida com sangue; Jerusalém e o templo foram destruídos, e o judeu errante começou sua dolorosa diáspora ao longo dos séculos.

O Senhor Jesus mostrou o caminho de escape do poder da culpa do pecado, não somente à nação, mas também ao indivíduo. Aqueles que perguntaram: "Que farei para ser salvo?" receberam instruções precisas, que sempre incluíam a ordem para segui-lo. Ele não somente mostrou o caminho da salvação por sua morte na cruz, mas também o abriu.

b) Como profeta, Jesus anunciou o Reino. Todos os profetas falaram de um tempo quando toda a humanidade estaria sob o domínio da lei de Deus – uma condição descrita como "o Reino de Deus". Esse era um dos temas principais da pregação de nosso Senhor: "Arrependam-se, pois o Reino dos céus (ou de Deus) está próximo" (Mt 4.17). E ele ampliou esse tema ao descrever a natureza do Reino, o estado e a qualidade de seus membros, as condições de ingresso nele, a história espiritual do Reino após a sua ascensão (Mt 13) e a maneira de seu estabelecimento na terra.

c) Como profeta, Jesus predisse o futuro. A profecia fundamenta-se no princípio de que a história não prossegue descontroladamente, pois é controlada por Deus, que conhece o fim desde o princípio. Ele revelou o curso da história a seus profetas, capacitando-os, dessa maneira, a predizer o futuro. Como profeta, Cristo previu o triunfo de sua causa e de seu Reino mediante as mudanças da história humana (Mt 24 e 25).

O Cristo glorificado continua seu ministério profético por meio de seu corpo, a Igreja, à qual prometeu inspiração (Jo 14.26; 16.13), como também lhe concedeu o dom de profecia (l Co 12.10). Isso não significa que os cristãos devam acrescentar algo às Escrituras, que são uma revelação "de uma vez por todas" (Jd 3); mas, pela inspiração do Espírito, apresentarão mensagens de edificação, exortação e consolação (l Co 14.3), todas elas fundamentadas na Palavra.

Fonte: PEARLMAN, Myer. Conhecendo as doutrinas da Bíblia. São Paulo : Editora Vida, 2006.

27 agosto 2010

Um bom motivo para viver

Um bom motivo para viver

Tenho o desejo de morrer e estar com Cristo... Mas continuar a viver é mais n
ecessário. Filipenses 1:23,24

Na cidade onde primeiramente se imprimiu este livro, na América do Norte, havia um moço que tinha o nariz bem mais comprido que o comum. Na escola que frequentava, quase todos os dias alguém mexia com ele por causa do nariz. Quando ele se olhava no espelho, calculava que moça alguma haveria de gostar dele. Então pegou um revólver e matou-se.

Ele tinha de fazer isto? Não, de modo nenhum. Deus queria que ele continuasse a viver. Um dos mandamentos de Deus é: "Não matarás", e isto inclui não se matar também.

Muitos rapazes feios casam-se com moças boazinhas. O moço não podia mudar seu nariz, mas poderia ter sido tão simpático e amigo que fizesse com que as pessoas gostassem dele assim mesmo.

Um inventor muito célebre chamado Steinmetz era um corcunda feio. Mas como fez muita coisa maravilhosa, seu nome ficou na história. Abraão Lincoln tinha um rosto feio, mas pense bem em como as pessoas o admiram pelo que realizou.

O apóstolo Paulo tinha um bom motivo para morrer. Ele disse: "Tenho o desejo de morrer e estar com Cristo." Mas ele se matou então? Ora, nem pensou nisto. Sabia que seria muito errado. Sabia que Deus tinha trabalho para ele fazer aqui na terra. Disse então: "Continuar a viver é mais necessário."

É isto que o moço do narigão deveria ter dito. Deveria pensar: Vou usar minha vida para Deus ajudando outras pessoas. Vou procurar ajudar outras pessoas a conhecerem Jesus e Seu amor. Vou viver para Jesus enquanto Ele me permitir.

Jesus tem bons motivos para deixar-nos viver. Embora fosse ótimo estar com Ele no céu, é necessário continuarmos a viver na terra enquanto Deus quiser.

Vamos conversar sobre isto: Por que aquele moço se matou? Por que foi errado fazer isto? Que é que ele poderia ter feito? Por que São Paulo queria morrer? O que ele disse que era mais necessário? Quando estamos prontos a morrer? Que motivo ótimo sempre temos para continuar a viver?

Leitura bíblica para crianças maiores e adultos: Filipenses 1:20-26.

Vamos orar: Pai celeste, sabemos que Tu nos fizeste para uma boa finalidade, e pedimos que Tu nos mostres o que queres que façamos neste mundo. Guarda-nos do mal de querermos parar de viver algum dia, e faze-nos prontos a Te servir até que Tu queiras levar-nos ao céu. Em nome de Jesus rogamos isto. Amém.


Fonte: Livro Horinhas com Deus II, EDITORA LUTERANA, 1968
--
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
www.jograis.com
http://abibliaeeu.blogspot.com
www.paulo2907.multiply.com


--
Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
acredita-se estar livre de perigo.

19 agosto 2010

O Bom Samaritano

Clique em mim!

"Olhei para a minha direita, e vi; mas não havia quem me conhecesse. Refúgio me faltou; ninguém cuidou da minha alma".(SL 142:4)


Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. Ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote e, vendo-o, passou de largo. E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo. Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; E partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: "Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar".


Essa é uma das mais belas parábolas de Jesus, a do Bom Samaritano. Ela reflete muito bem os nossos dias atuais. Na realidade, Jesus era um caso sério, né? Tudo que Ele falou pode ser muito bem contextualizado e serve ainda hoje. Já pensou como o mundo anda hoje? As pessoas cada vez mais fechadas em si mesmas e quase não se importando com os outros... Não é exatamente porque não se quer, é porque parece estar cada vez mais difícil confiar-se nos outros. Como o próprio Jesus falou: "E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. (Mt 24:12)". Mas o que Ele nos ensinou foi isso: que devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. Não deixa-lo à beira do caminho, mas cuidar dele como gostaríamos de ser cuidados. Pode ser que tenha alguém aí do teu lado, cuja alma precisa ser cuidada, não acha?

 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
Animacoes GRATUITAS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

10 agosto 2010

Jacó e Raquel

Assim serviu Jacó sete anos por causa de Raquel; e estes lhe pareciam como poucos dias, pelo muito que a amava. Gn 29.20

A história parece repetir-se aqui. Por 2 vezes o poço da cidade de Harã foi um local de eventos importantes na história de uma família. Ali, Rebeca conheceu Eliezer, servo de Abraão, o qual estava à procura de uma esposa para Isaque. Quarenta anos mais tarde, Jacó, filho de Rebeca, retribuiu o favor ao servir sua prima Raquel e suas ovelhas no mesmo poço. O relacionamento que se desenvolveu entre ambos não apenas nos lembra que o romance não é invenção moderna, como também nos ensina algumas lições sobre paciência e amor.

O amor de Jacó por Raquel era tanto paciente quanto prático. Jacó teve paciência para esperar sete anos por ela, mas durante esse tempo se manteve ocupado. Seu compromisso com Raquel acendeu uma forte lealdade dentro dela. Na verdade, esta lealdade para com Jacó ficou fora de controle e tornou-se auto destrutiva. Raquel ficou frustrada com sua esterilidade e, desesperadamente decidiu competir com a irmã pelo amor de Jacó. Ela tentava conseguir de Jacó, o que ele já havia lhe dado: o amor incondicional.

A tentativa de Raquel de conseguir o que já possuía é um retrato do grande erro que podemos cometer. Assim como ela, tentamos conquistar amor – o amor de Deus. Mas, afastados de sua Palavra, terminamos com uma dentre duas falsas idéias: ou pensamos que temos sido bons o suficiente para merecer o seu amor ou reconhecemos que não somos dignos de recebê-lo e daí concluímos que não podemos dele desfrutar. Se a Bíblia não estabelece outro ponto, este ela enfatiza bem: Deus nos ama! Seu amor não teve início e é incrivelmente paciente. Tudo que precisamos fazer é corresponder, não tentar merecer o que livremente é oferecido. De varias maneiras, Deus tem dito: "Eu te amo. Demonstrei meu amor através de tudo o que fiz por você. Sacrifiquei até mesmo meu único Filho Jesus, para que ele pagasse o preço do que é inaceitável sobre você – o seu pecado! Agora viva pelo meu amor. Corresponda, ame-me como todo o seu ser; entregue-se a mim como agradecimento, não como pagamento". Viva a vida de forma completa, na liberdade de saber que é amado.

Fonte: Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Pg. 30


--
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
www.jograis.com
http://abibliaeeu.blogspot.com