Loading...

30 dezembro 2005

FELIZ 2006

FELIZ 2006!!!



Graças a Deus mais um ano está se passando. Não vou escrever muito, pois estou sem inspiração. Pra completar, o Weblogger passou um tempo fora do ar e nem sequer avisou a ninguém, pode isso? Mas tudo bem... ao menos voltou!

Bem, 2005 está indo embora. Com ele suas lutas, dificuldades, seus momentos ruins... e com a gente ficam as vitórias, as boas recordações, as amizades sinceras, o amor de Deus por nós e o seu extremo cuidado.

Esse ano foi muito legal. Conheci pessoas novas, fiz boas amizades, reencontrei, me dei bem no trabalho, enfim: foi massa! Agora, espero que 2006 seja assim também.

Um grande abraço a todos e que 2006 seja um ano de muitas bênçãos de Deus pra nós. Sua presença é que faz a vida ser diferente!

Apareça a tua obra aos teus servos, e a tua glória, sobre seus filhos. E seja sobre nós a graça do Senhor, nosso Deus; e confirma sobre nós a obra das nossas mãos; sim, confirma a obra das nossas mãos. Salmo 90.16,17

28 dezembro 2005

DEUS DETESTA

DEUS DETESTA

Não tenha inveja de quem é violento nem adote nenhum dos seus procedimentos, pois o Senhor detesta o perverso, mas o justo é  seu grande amigo. Provérbios 3.31-32

O violento resolve os problemas já pelas próprias mãos. Parece, à primeira vista, uma solução simples e eficaz.

Todavia, ficamos longe dele e da sua conduta por
causa da opinião que Deus tem dele.

A palavra "detestar" é extremamente forte. As versões bíblicas antigas a traduzem como  "abominação". Designa algo repugnante ou nojento.

Em Provérbios, os escritores usam doze vezes a frase: "é abominável ao Senhor", ou, como traduz a NVI, "o Senhor detesta".

O justo é aquele que faz a justiça de Deus. Aqui, fica em contraste com o violento. É aquele que promove a paz de Deus. Este é que Deus considera
seu amigo.

O Senhor considera você como amigo?

--Randal Matheny, copyright © 2005

Leia outras meditações e faça comentários aqui:
http://AlcanceWeb.com/DeusConosco

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano

20 dezembro 2005

Jesus Bateà Porta... Feliz Natal!

Jesus Bate à Porta... Feliz Natal!

"Eis que estou à porta e bato..." (Apocalipse 3:20).

Em uma certa cidade, por ocasião do Natal, seria encenada uma peça que narrava o nascimento de Jesus. Os promotores do evento, como parte da divulgação de sua festa, resolveram escolher entre funcionários de diversas empresas, um que teria uma participação especial na apresentação. O escolhido foi Davi, um jovem dedicado ao seu trabalho e muito querido entre seus companheiros. Apesar de ter apenas uma linha para falar, o jovem se mostrava muito emocionado. Sua fala consistia apenas em, como um hospedeiro, negar abrigo a José e Maria. Quando José batesse na porta, Davi tinha apenas que dizer: "Não tem vaga, vão embora." Davi ensaiou bastante e estava pronto para desempenhar o seu papel. Durante os ensaios, Davi pôde ouvir muito sobre a história do nascimento do Salvador. O dia chegou e a encenação foi iniciada. Finalmente, Maria e José se aproximaram da porta de Davi. Seu coração batia forte e ele aguardava ansioso a hora de atendê-los. José bateu e Davi abriu a porta. Lá estava o casal e ambos pareciam muito cansados. José explicou que sua esposa estava grávida e que não tinham onde ficar e já não aguentavam mais caminhar para procurar abrigo. Davi, olhando para frente, disse em tom decidido: "Não tenho vaga, vão embora." Aqui a história ficou interessante. Davi não fechou a porta. Ficou observando Maria e José partindo, abatidos. De repente, Davi gritou: "Esperem, podem ficar em meu quarto!" Os promotores e alguns outros pensaram que a encenação estava arruinada, mas a maioria dos expectadores se levantou e aplaudiu e foi a melhor peça de Natal já vista naquela cidade em todos os tempos.

Todos nós conhecemos bem a história de Jesus e como Maria e José foram rejeitados em sua busca por um lugar onde pudessem estar alojados para o nascimento do Filho de Deus. Sabemos que, pela falta de opções, foram parar em um abrigo de animais e foi ali que nasceu o nosso Senhor e Salvador. Esse fato é verdadeiro e não pode ser mudado.

Mas o que importa, hoje, é que não permitamos que o fato se repita. Jesus bate á porta de nossos corações, não mais para nascer, mas para fazer morada. Podemos dizer para Jesus o que o jovem Davi disse em sua primeira fala": "Vá embora," ou podemos , cheios de fé e esperança, de regozijo e gratidão, convidá-lo a ficar em nosso quarto, na nossa vida e no nosso coração.

Todo dia é "Natal" para nós. Passemos nossos dias com Jesus e tenhamos sempre um "Feliz Natal!"

Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet! Escolha uma opção:

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano

14 dezembro 2005

Trazes a ti

DEUS Conosco
http://AlcanceWeb.com/DeusConosco

TRAZES A TI

 Como são felizes aqueles que escolhes e
trazes a ti, para viverem nos teus átrios!
Transbordamos de bênçãos da tua casa, do
teu santo templo! Salmo 65.4

Ficamos contentes com um convite de ir para a casa de um amigo. Dá-nos prazer estar com pessoas que amamos e que nos amam.

O que sentimos com a proximidade de amigos não é nada perto da nossa alegria ao pensarmos que Deus nos escolheu para sua amizade e intimidade.

Da sua presença fluem bênçãos incontáveis. A comunhão com ele é a nossa prosperidade.

Irá você atender hoje ao convite dele? Buscará você a sua presença?

--Randal Matheny, copyright © 2005

Tem gente reclamando que não está recebendo as
meditações. Peço a gentileza de me escrever nesse
link abaixo, no quadro dos comentários, se você
recebeu esta de hoje. Clique aqui:
http://www.alcanceweb.com/DconTrazesATi

. . . RANDALÁRIA

Se você quer atender o convite do Senhor e ainda
não o fez, estamos à disposição de ajudá-lo, para
que conheça o caminho até ele. Entre em contato e
vamos buscar esta felicidade que não pode ser
tirada. --Randal


Citações bíblicas da Nova Versão Internacional
(IBS, 2000) quando não especificada a versão.

Para assinar DEUS Conosco, envie mensagem para:
deusconosco-subscribe@welovegod.org
Para cancelar a assinatura, envie mensagem para:
deusconosco-unsubscribe@welovegod.org
Para comandos adicionais, envie mensagem para:
deusconosco-help@welovegod.org
Um serviço do Projeto Alcance - http://alcanceweb.com


Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano



Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano

08 dezembro 2005

PROJETO: ABRÃO; MISSÃO: CANAÃ

PROJETO: ABRÃO; MISSÃO: CANAÃ.

Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; (Gn 12.1).

Continuando a falar sobre Projetos de Deus, acho que um que cabe muito bem como exemplo é o do nosso patriarca Abraão. Deus o escolhe ainda quando estava em Harã, logo depois da morte do seu pai, sendo seu nome ainda Abrão (Deus não o havia mudado ainda). Ali, Deus lhe mostra o projeto que tinha para ele: "Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra". Quem não gostaria de ouvir uma promessa dessas, heim? Pois é... Mas foi a Abrão que Deus a fez e agora estava começando a delinear o seu projeto para a sua vida e a vida de sua descendência após ele. E Abrão não desprezou a ordem de Deus, mas saiu de Harã rumo àquela terra, que ele nem sequer sabia onde era.

Quando Abrão chegou aos termos de Canaã, o Senhor lhe aparece mais uma vez e lhe diz: "Darei à tua descendência esta terra". E ali edificou Abrão um altar ao SENHOR, que lhe aparecera. Ali estava o inicio de toda uma caminhada. Qual não terá sido a emoção de Abrão ao ver que Deus lhe aprovara até aquele momento? Você já sentiu isso: a aprovação de Deus para algo que ele te mandou fazer? Posso dizer que é muito bom. Experimente!

Mas logo depois, houve fome naquela terra. Opa, o projeto parece que começou a dar errado! Como é que Deus me manda vir pra cá e agora eu começo a passar fome? Será que isso tá certo mesmo? Se eu tinha a aprovação de Deus, então tudo deveria dar certo, não? Bom, não é assim. Deus nos prova para que a nossa fé venha a ser fortalecida. Mas Abrão não entendeu isso e o que fez? Desceu ao Egito sem a ordem do Senhor. No Egito, ficou com medo de ser morto, por causa de Sarai, sua esposa. E ali, o homem de Deus cometeu mais um erro: mentiu para "salvar" a sua vida. Mas só que a mentira é pecado, por mais que o mundo queira dizer que não. E Deus puniu aos egípcios por causa de Sarai, então ao Faraó os despediu e mandou embora do Egito.

Como será que Abrão se sentiu, heim? Como terá sido aquela saída do Egito? Já imaginou? Ele que tinha sido escolhido por Deus para um grande projeto, recebido promessas gloriosas de Deus e agora expulso do Egito como um mentiroso. Que triste fim para um homem de Deus, não? Realmente. Mas aquele não era o fim de Abrão. Ele agora reflete e toma uma atitude: arrepender-se! Muitas pessoas falam de arrependimento, de perdão, como se fosse uma coisa simples. Mas arrependimento implica em mudança de atitude, implica em retorno ao caminho anterior. Arrependimento sem mudança tem outro nome: remorso. Pedro se arrependeu, Judas teve remorso; Davi se arrependeu, Saul não. E o nosso homem de Deus também se arrependeu e fez todo o caminho de volta para o mesmo lugar onde tinha encontrado com o Senhor. E ali invocou o nome do Senhor. Ali Abrão retornou ao início do projeto. Com aquela atitude, ele quis dizer: Senhor, eu errei, mas estou aqui de volta para que tua vontade seja cumprida em mim.

Qual o projeto de Deus para a sua vida? Já refletiu sobre isso? Será não está na hora de voltar ao caminho original? Ou será que você está no momento da prova e está querendo descer ao Egito? Deus não nos prova para saber se somos fiéis ou não. Ele é onisciente e sabe de tudo, senão ele não seria Deus. Ele nos prova para fortalecer a nossa fé nele, para nos mostrar quem Ele é. Não desça ao Egito, permaneça onde Deus lhe colocou e você vai ver que o projeto dele vai se delinear totalmente em sua vida. Permaneça firme. E, se Deus tem te aprovado, permaneça no lugar da aprovação. As lutas virão, mas os que confiam no Senhor são como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.

Paz!

06 dezembro 2005

O modelo - parte 9

 
"...assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores."
(Mateus 6:12)

Finalmente chegamos ao ponto da oração modelo em que aparentemente Jesus nos incentiva a continuarmos fazendo o que mais gostamos de fazer quando oramos: barganhar. "Veja, Senhor, já que eu tenho perdoado aos outros, mereço o Teu perdão também". Somos exímios em mostrar a Deus a conveniência de atender os nossos pedidos. Ainda que eventualmente não tenhamos a cara de pau de listar nossos bons atos como que nos recomendando a Deus, somos hábeis em tentar dar a entender que pode ser bom para Ele fazer o que pedimos. Por absurda que seja essa idéia.

Ocorre que essa hipótese não faz o menor sentido na moldura da relação pai-filho, especialmente quando o que está em jogo é perdão. Como tentei defender na última semana, o perdão do pai que ama seu filho já está dado antes que ele o peça. É incondicional, independe de qualquer ato anterior dele.

Paulo parece concordar comigo. Em dois momentos (Efésios 4:32 e Colossences 3:13) ele insta com os cristãos para que pratiquem o perdão porque já foram perdoados eles também. Ou seja, o perdão divino, para Paulo, é anterior ao perdão entre homens. Não apenas isso, mas o perdão divino é o verdadeiro impulsionador, é o princípio, é o que torna possível o perdão entre homens.

Vejo na preocupação de Jesus em colocar a questão do perdão no nível "horizontal" dentro da Sua oração modelo uma derramada súplica para que Sua igreja fizesse justamente o que não está mostrando ser capaz de fazer hoje: multiplicar o perdão que recebeu. Essa mesma preocupação Ele transformou em parábola quando contou do grande devedor perdoado que não conseguia ele próprio perdoar a dívida muito menor do outro. Se a igreja fosse capaz de perdoar aos seus "devedores", estaria de braços e sorrisos abertos a pessoas diferentes do padrão (moral, racial ou simplesmente estético) que ela prega, sem falar na nova dimensão que o relacionamento entre os próprios membros da igreja teria.

Penso que é justamente porque os cristãos não se sentiram verdadeiramente perdoados, ou não perceberam a imensidão da amplitude desse amor, que não sabem ser multiplicadores da graça. "O amor de Cristo nos constrange", disse o mesmo Paulo (II Coríntios 5:14). Se você e eu não nos sentimos constrangidos a enxergar o outro de forma diferente - de forma inclusiva, perdoadora, tolerante e com amor - é porque não conhecemos o amor de Cristo.

Pois bem, a oração não é uma barganha. É uma conversa franca, aberta, entre pessoas que se amam, sendo que uma delas deveria sentir nessa aproximação uma inesgotável gratidão em resposta a um inesgotado amor. Apenas pressentindo a imensidão desse amor, a oração é o ficar perto dele, para que nos molde, nos transforme. Para que constranja no que tiver que constranger e inspire o que tiver que inspirar. Um amor que nos faça mais parecidos com ele mesmo a cada instante.

Feliz sábado, @migos!

Marco Aurélio Brasil - 18/11/05


Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.weblogger.com.br