Loading...

28 junho 2007

Haverá Tempo Para Comprar Os Chinelos

Haverá Tempo Para Comprar Os Chinelos
 
"Tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, sentando-se aos
pés do Senhor, ouvia a sua palavra" (Lucas 10:39).
 
G. Campbell Morgan contou uma história sobre um pai e sua
jovem filha com quem era muito unido. Eles gostavam de
passar longo tempo juntos. Quando dava um passeio ou era
convidado para uma reunião social, ela sempre o acompanhava.
Entretanto, em certa ocasião, ele começou a notar uma
mudança na maneira de agir de sua filha. Quando ele lhe
pedia que o acompanhasse em alguns serviços externos, ela
desculpava-se e não queria ir. Isso aconteceu por diversas
vezes nas semanas seguintes e ele ficou muito preocupado.
Chegando o dia de seu aniversário, ela o presenteou com um
par de chinelos feito por ela mesmo. Ele entendeu, então, o
motivo pelo qual ela permanecia em casa quando ele saía. Ela
estava trabalhando nos seus chinelos. "Bem, eu gostei muito
desses chinelos,"
disse ele com muita ternura, "mas da
próxima vez, compre os chinelos em uma loja e permita que eu
tenha você comigo todos os dias. Eu prefiro ter você junto a
mim do que qualquer coisa que você possa fazer."
 
Muitas vezes nos vemos envolvidos com todo tipo de trabalho
na obra do Senhor. Estamos na reunião de oração, nos estudos
bíblicos, no ensaio do coral e no louvor dos cultos
públicos, nos retiros com jovens e adolescentes, na cantina
preparando alguma coisa que ajude a conseguir fundos para
uma determinada construção, etc. Achamos que somos os mais
ativos cristãos da igreja e que a nossa casa celestial será
a mais bonita na esquina daquela rua cujo piso é todo de
ouro puro. Esquecemo-nos apenas de uma coisa: gastamos todo
o nosso tempo com a obra e esquecemos do Senhor da obra, o
nosso Salvador Jesus Cristo.
 
Devemos, sim, participar das coisas de Deus, mas nada pode
nos tirar o prazer e o regozijo de ficar um tempo em Sua
presença. Precisamos conversar com Ele em oração, ler a
Palavra aos Seus pés e ouvir os Seus conselhos. Dizer-lhe o
quanto O amamos e o quanto nos alegramos em saber que somos
Seus filhos.
 
Maria e José estavam tão envolvidos com as festas do Senhor
que acabaram esquecendo Jesus no Templo. E isso pode estar
acontecendo também conosco. Fazemos de tudo para o Senhor,
mas vamos embora para casa e deixamos Cristo na igreja. E
não é isso que Ele deseja. Ele nos quer ao Seu lado em todos
os momentos e em todos os lugares.
 
Se você quer ter uma vida abençoada, esteja sempre ao lado
do Senhor. Haverá tempo para "comprar os chinelos!"
 
Paulo Roberto Barbosa.
 
Um cego na Internet!
 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br

25 junho 2007

O Maior Tesouro

O Maior Tesouro
 
"Melhor é o pouco com o temor do Senhor, do que um grande
tesouro, e com ele a inquietação" (Provérbios 15:16).
 
Uma tribo selvagem aprendeu a caçar macacos valendo-se
apenas da cobiça deles. Os membros da tribo simplesmente
saíam com contas coloridas e brilhantes dentro de jarros de
vidro para que os macacos pudessem enxergá-las. A
curiosidade e o desejo pelas contas levavam os macacos a
enfiar as mãos dentro da pequena abertura dos jarros com o
objetivo de alcançá-las. Como o pescoço dos jarros era bem
apertado, os macacos não conseguiam retirar as mãos em que
seguravam as suas riquezas. E o jarro era muito grande para
que fugissem carregando-os. Os macacos enfrentavam uma
escolha agonizante: largar as quinquilharias e fugir ou
manter as mãos fechadas e ser capturado. Em geral eles
escolhiam a captura. Eles adquiriram seu tesouro, mas
somente por um momento. No final das contas, perdiam sua
liberdade e suas vidas. Da mesma forma, diante das riquezas,
muitos homens se transformam em tolos.
 
Até que ponto a ansiedade por conquistas materiais tem
tirado nossa tranquilidade e impedido a nossa felicidade? De
que temos sido capazes no afã de ajuntar os tesouros
cobiçados que julgamos ser a motivação principal de nossas
vidas?
 
Quando a inquietação toma conta de nosso ser e o nosso único
interesse é ter mais e mais, perdemos a alegria de desfrutar
do muito que já temos e nem mesmo as riquezas que vão sendo
adquiridas são capazes de nos dar a vida abundante que
poderíamos ter sem nada daquilo, mas somente com as bênçãos
derramadas pelo nosso Senhor Jesus Cristo.
 
Podemos ter muito dinheiro, mas ele não poderá comprar a paz
verdadeira que Deus dá e nem a salvação de nossas almas.
Podemos ter muitos imóveis, mas nenhum deles se comparará às
mansões celestiais que Cristo tem preparado, gratuitamente,
para todos que o aceitam como Senhor e Salvador. Podemos ter
os mais caros automóveis, mas nenhum deles poderá nos levar
pela estrada que conduz à vida eterna.
 
A maior riqueza que alguém pode ter é Jesus habitando no
coração.
 
Paulo Roberto Barbosa.
Um cego na Internet!
 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br

20 junho 2007

Virando As Costas Para Cristo, O Verdadeiro Amigo

Virando As Costas Para Cristo, O Verdadeiro Amigo
 
"Esta admoestação te dirijo, filho Timóteo, que segundo as
profecias que houve acerca de ti, por elas pelejes a boa
peleja, conservando a fé, e uma boa consciência, a qual
alguns havendo rejeitado, naufragando no tocante à fé"
(1 Timóteo 1:18, 19).
 
"Amnon teve um amigo." Esse foi seu epitáfio. Foi o epitáfio
verdadeiro de uma vida arruinada. Esta pequena sentença
conta a história de um homem que desapontou as esperanças de
alguém que o amava e orava por ele. Fala de um homem
amargurado que seguia para o trabalho com o semblante triste
e o coração abatido, maldizendo o dia, virando as costas
para aquele que desejava o melhor para sua vida.
 
Cristo é o Amigo verdadeiro. Ele está sempre ao nosso lado e
com Ele podemos contar tanto nas horas alegres como nos
momentos de grande tribulação. Ele nos ouve com atenção, nos
orienta nas horas de incertezas e caminha conosco para não
nos deixar tropeçar e cair.
 
Com Cristo no coração, nossos dias são mais brilhantes,
mesmo que se apresente chuvoso. O caminho por onde passamos
é mais perfumado, mesmo que não seja ladeado por jardins.
Temos a certeza de um final feliz, mesmo que não seja
possível ainda vislumbrá-lo.
 
A verdadeira felicidade consiste em caminhar na presença do
Senhor. Quando enveredamos por sendas tortuosas, rejeitando
o amor experimentado em Cristo, esquecendo que um dia O
honramos como nosso Salvador e Rei, possivelmente a amargura
tomará conta de nossos dias. Uma vida sem fé e esperanças
ocupará o lugar antes preenchido pelas grandes bênçãos de
Deus e, ao morrermos, se não tivermos nos arrependido, em
nosso túmulo poderá ser colocado o epitáfio: "Tinha um
grande Amigo -- e lhe virou as costas."
 
Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet!
 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br

19 junho 2007

Aqui se faz, aqui se paga

Aqui se faz, aqui se paga
Marco Aurelio Brasil Lima
 
Filmes americanos são universalmente populares. Além das boas atuações, das produções incomparáveis, dos efeitos especiais e dos ótimos diretores, há uma outra razão para isso: os roteiros. Os roteiristas americanos aprenderam a dar o que o povo quer. E uma das coisas que "o povo quer", porque é um desejo que está no coração de cada ser humano, é ver o malvado se dar mal e o bonzinho se dar bem. Se você fez algo ruim, tem que pagar por isso.

O salmista pergunta a Deus, indignado, por que ele vê o mau prosperando, isso parece ser um argumento forte a favor da inexistência de um Deus. E, apesar de nosso senso estreito de justiça, do tipo "faça as coisas direitinho e se dará bem" ou "não faça coisas erradas e se dará mal", a Bíblia mostra pessoas que não merecem - nós - sendo isentadas de sua punição. Mostra o mentiroso Jacó sendo escolhido em detrimento do aparentemente obediente Esaú. Mostra o homicida Davi sendo designado "homem segundo o coração de Deus". Mostra os zelosos e religiosos fariseus sendo duramente repreendidos por Jesus.A Bíblia nos apresenta a graça como sendo uma subversão de nossa idéia de justiça e se não fosse assim, ao olharmos para o espelho de forma honesta acreditaríamos estar perdidos.

Mas há uma atitude para a qual Deus promete pagar na mesma moeda. Apocalipse 11:18 mostra uma cena profética que remete à execução final da sentença dada por Deus a cada homem. Diz: Chegou a hora de ... recompensares os teus servos ... e destruíres os que destroem a terra".

Mais que nunca a Terra tem sido destruída. O noticiário tem intensificado a cobertura desse assunto, os homens de ciência têm elevado o tom de voz e o ex-vice-presidente americano Al Gore alcançou uma fama que não tinha nem nos tempos de Casa Branca ao palestrar por aí sobre o aquecimento global e sobre como as coisas estarão mal ainda nos nossos dias - não mais nos dias das gerações futuras - se não mudarmos nosso estilo de vida já.

Ecologia é uma questão que nunca empolgou muito os cristãos. Parece ser uma bandeira de adeptos da nova era e coisas assim. Mas a verdade bíblica é que Deus nos criou para sermos guardadores do jardim do Éden (Gênesis 2:15), ele nos constituiu administradores da natureza que criou e essa tarefa era parte da idéia dEle a respeito da nossa felicidade. Ao escolhermos outros tipos de felicidade, nos distanciamos do único realmente eficaz, aquele que estava na idéia de nosso Criador.

A pena para quem destrói a Terra é dura e o tema é urgente. Tenha isso em mente quando refletir no quanto gasta de água, no que faz com o lixo que poderia ser reciclado, na escolha do próximo carro.

Marco Aurelio Brasil, 15/06/07
 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br

15 junho 2007

DANDO O MELHOR

DANDO O MELHOR

 

Disse mais o SENHOR a Arão: "... Todo o melhor do azeite, e todo o melhor do mosto e do grão, as suas primícias que derem ao SENHOR, as tenho dado a ti". (Nm 18.8-12)

 

Mais uma vez venho falar sobre Arão e Jesus. Esse texto me chamou muito a atenção, pois mostra o cuidado de Deus para com Arão e a posição de excelência que Deus lhe deu no meio do povo. Os sacerdotes tinham o privilégio de comer das coisas santas que eram dedicadas ao Senhor, só eles. Já pensou? Acho que essa seria a maior expressão de "com ele cearei e ele comigo". Poder comer das coisas consagradas a Deus! Era realmente um grande privilégio. Deus também lhe disse que lhes tinha dado o melhor de tudo: o melhor do azeite, do grão, do mosto e as primícias. O melhor do povo de Israel dos produtos de Israel tinha sido dado à família sacerdotal.

 

Mas um dia veio o nosso grande Sumo Sacerdote. Único e suficiente. Não veio com mitra, nem estola, nem Urim e Tumim, mas um exército celestial cantou na noite do seu nascimento e todos os anjos do céu o adoram. Não veio oferecer sacrifício de cordeiros, nem de incenso, mas ofereceu-se a si mesmo como oferta agradável a Deus. E a ele foi dado o melhor de tudo: todo poder no céu e na terra. Não que Ele não o tivesse, mas foi-lhe outorgado como um prêmio proposto pelo próprio Deus por toda afronta que passou (Hb 12.2). A Ele toda glória hoje e para todo sempre. Ele é o filho amado em quem o próprio Deus tem se comprazido e a Ele devemos ouvir.

 

E você? Será que tem dado do seu melhor a Jesus? Ele deu o seu melhor: sua própria vida. Um preço que nem eu nem você poderíamos pagar. Se o próprio Deus lhe deu o melhor, porque você também não decide dar o seu melhor para o Mestre? Fica pensando nisso! Bom fim de semana!

 

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br

09 junho 2007

Final Feliz

Final Feliz
 
"E todo o que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou
pai, ou mãe, ou filhos, ou terras, por amor do meu nome,
receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna" (Mateus 19:29).
 
Foi dada a um pequeno menino a oportunidade de escolher um
cãozinho como presente em seu aniversário. Na loja de
animais de estimação lhe mostraram vários filhotes. Ele
escolheu um que sacudia o rabo sem parar. O pai lhe
perguntou o motivo pelo qual havia escolhido aquele cãozinho
em particular e o menino respondeu: "Eu preferi o que me
mostrava um final feliz."
 
Que futuro podemos esperar diante das escolhas que temos
feito? O que tem motivado as nossas decisões, um
entretenimento passageiro, uma prosperidade ilusória ou a
certeza de que, tomando aquele caminho estaremos garantindo
a felicidade para sempre?
 
Muitas ofertas com que deparamos neste mundo são enganosas.
Estão embrulhadas com papel brilhoso e colorido, mas não
passam de armadilhas que tirarão o nosso sono, a paz que
desejamos e a alegria nos dias vindouros.
 
Se desejamos alcançar uma vida com final feliz, não
precisamos perder muito tempo com escolhas. Basta que
aceitemos Jesus Cristo como Senhor e Salvador e que o
sigamos diariamente. Nós nos regozijaremos na vida eterna
que nos aguarda.
 
Quando colocamos o Senhor em primeiro lugar em nossa vida, o
nosso relacionamento com pais, filhos e irmãos se torna
muito mais agradável e abençoado. Nossa casa se transforma,
a alegria é abundante e a harmonia é total. Quando
escolhemos servir ao Senhor a vitória está assegurada.
 
Escolha Jesus e você terá o mais feliz dos finais!
 
Paulo Roberto Barbosa.
Um cego na Internet!
 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br

05 junho 2007

Um Alicerce Seguro

Um Alicerce Seguro
 
"Porque ainda que eu esteja ausente quanto ao corpo, contudo
em espírito estou convosco, regozijando-me, e vendo a vossa
ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo" (Colossenses 2:5).
 
Um homem, de estatura muito baixa, quis colocar um prego na
parede para pendurar um quadro. Ele subiu em uma cadeira mas
não atingiu a altura desejada. Sua esposa colocou uma caixa
em cima da cadeira mas, mesmo em pé sobre a caixa, não
atingiu sua meta. Por fim ele colocou um tamborete sobre a
caixa. Tentando se equilibrar sobre tudo aquilo, o defensor
do "faça isso você mesmo" começou a bater timidamente com
seu martelo. "Por que você não bate com mais firmeza?"
perguntou a esposa. "Você não conseguirá prender o prego
desta maneira!" Nosso herói, do alto de seu poleiro, olhou
para baixo e respondeu: "Como pode um homem agir com firmeza
estando sobre um alicerce trêmulo e inseguro como este?"
 
Como poderemos agir com firmeza e disposição nas decisões
difíceis de nossas vidas sem que estejamos fundamentados em
uma base sólida e segura? Como conseguiremos seguir em busca
de nossos sonhos e conquistas se nossos pés estão bambeando
sobre os tamboretes incertos do mundo em que vivemos? Quando
o chão sob nossos pés se mostra seguro, não temos receio de
caminhar e até saltar na direção de cada um de nossos
propósitos.
 
O Senhor Jesus Cristo é o fundamento seguro para o nosso
caminhar. Nele podemos descansar e seguir avante. A
confiança de estarmos firmes em Seus braços nos permite não
somente fincar os pregos de nossa fé na parede de nosso
crescimento espiritual como usá-los como degraus para a
nossa edificação na presença de Deus.
 
Os fundamentos construídos por nós mesmos, em geral, são
inseguros e incertos. Firmemo-nos em Cristo e o nosso futuro
será bem melhor.
 
Você ainda pretende firmar sua fé em simples tamboretes?
 
Paulo Roberto Barbosa.
Um cego na Internet!
 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br