Loading...

29 junho 2006

Que os avise (Lc 16.27-28)

QUE OS AVISE

Ele respondeu: "Então eu te suplico, pai:  manda Lázaro ir à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Deixa que ele os avise, a fim de que nao venham também para este lugar de tormento". Lucas 16.27-28

Assim falou o rico, no tormento, a Abraão, ao lado de quem estava Lázaro.

Se os mortos pudessem falar conosco, o que falariam?

Não haveria conversa de saúde física, nem de ganhos financeiros.

Não haveria papo de futebol nem de candidato
político.

Falariam uma coisa só: Deus nos deu esta vida a fim de que nos preparemos para a eternidade.

Os mortos não podem falar conosco.

Abraão deu uma resposta simples e contundente ao rico: para se prepararem para a eternidade, que os vivos leiam a Bíblia (verso 29).

A mesma resposta ainda vale para nós.

--Randal Matheny, copyright © 2006

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano

www.vocalelshaday.xpg.com.br

24 junho 2006

INTEGRIDADE DE CORAÇÃO



" Render-te-ei graças com integridade de coração...". (Salmo 119.7)

Sabemos que é difícil admitir, porém inúmeras vezes nosso coração se dá pela metade. Quando isto acontece, falta-nos a integridade. Ser íntegro significa ser pleno, completo, totalizado, sem parcialidade, sem pedaço. Por esta razão, a integridade, em sua própria natureza, não pode ser dividida ou mutilada. É tudo ou nada.

As palavras do salmista estão repletas de intensidade. É possível perceber que existe um coração que pulsa encantado por Deus. Há convicção, vontade, compromisso, gana, desejo e alegria. Mais que palavras, estão presentes sentimentos e posturas que embalam a gratidão.

Em tempos marcados pelos relacionamentos superficiais e artificiais, a Palavra de Deus é um convite à busca da plenitude. Até quando, se isto é possível, amaremos pela metade? Como permanecer se não há entrega? Por que investir se não acreditamos mais? Nada vale a pena se não for por amor. E o Senhor sabe disso...

Juntar os pedaços talvez seja um bom começo para que o coração se faça pleno. Encarar as perdas, as dores, os medos e as ausências podem indicar os primeiros passos de volta "ao primeiro amor" (Ap 2.4). Para tal, será necessário levantar os olhos, abrir os ouvidos e despertar a alma para encontrar a Deus nestes dias.

A integridade é um processo, assim como o enchimento de um copo com água. Gradativamente, permitimos os encontros, as falas, os toques, as confissões e as intimidades. Mais que uma condição acabada, a integridade é uma procura constante e, às vezes, pouco prazerosa. Neste sentido, a plenitude não é o fim, mas o modo pelo qual nos colocamos na direção de Deus, dos outros e de nós mesmos.

Por estas razões é que Ele espera de nós a entrega; simplesmente para que experimentemos também noutras dimensões da vida o que desejamos ser com Ele.

Rev. Sérgio Andrade

Deão da Catedral Anglicana da S.S. Trindade, Recife PE

revsandrade@uol.com.br

Recebi do Pão Quente Diário

22 junho 2006

Conhecia aquele lugar (Jo 18.2)

CONHECIA AQUELE LUGAR

Ora, Judas, o traidor, conhecia aquele
lugar, porque Jesus muitas vezes se
reunira ali com seus discípulos.
João 18.2

As pessoas sabem aonde ir para encontrar você? Conhecem tão bem os lugares que você freqüenta que iriam para lá em busca de você? Onde iriam para achá-lo?

Judas conhecia os hábitos de Jesus. Quando
chegou a hora de traí-lo, dirigiu-se para o
olival no monte das Oliveiras, fora da cidade
de Jerusalém.

Jesus se retirava freqüentemente da cidade
para orar e para partilhar a palavra com seus
seguidores. O olival era lugar propício para a
oração e o ensino, longe da agitação da cidade
e da pressão das pessoas que queriam vê-lo.

E qual o lugar que você freqüenta? O bar? O
baile? O balcão da padaria? O sofá na frente
da TV?

Ou no meio dos cristãos? Na sala de estar de
uma família que precisa ouvir o evangelho? No
quarto fechado para momento de oração?

Seus hábitos espirituais são tão bem
estabelecidos que até seus inimigos os
conhecem?

--Randal Matheny, copyright © 2006

Fale conosco! Esta meditação está online:
http://deusconosco.com/2006/06/22/conhecia-aquele-lugar/

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano

www.vocalelshaday.xpg.com.br

12 junho 2006

Tente Novamente

Tente Novamente

"Ao que disse Simão: Mestre, trabalhamos a noite toda, e nada apanhamos; mas, sobre tua palavra, lançarei as redes" (Lucas 5:5).

Gail Borden, inventor do século XiX, estava obcecado com a idéia de condensar comida. Sua primeira tentativa, um "biscoito de carne" condensado, resultou em tremendo fracasso. Durante uma longa viagem, cruzando o oceano, Gail viu nascer uma idéia melhor. Ele estava muito preocupado com algumas crianças que estavam enfermas durante aquele percurso. Algumas vacas, que estavam no navio para produzir leite, sentiam enjoo do mar e não ofereciam leite saudável. Quatro crianças morreram após beber o leite contaminado. Borden estava determinado a condensar o leite de tal maneira que pudesse ser transportado de forma fácil e segura. Depois de muitas tentativas viu seu esforço coroado de êxito. Ele inventou um processo que retirava toda a água do leite. Durante a Guerra Civil o leite enlatado fez grande sucesso e Borden fez grande fortuna. Após sua morte, um epitáfio foi colocado em sua tumba em forma de uma lata de leite: "Eu tentei e falhei; eu tentei novamente e tive sucesso."

Como lidamos com as tentativas de realizações que resultam em fracassos? Como encaramos as muitas derrotas que deixamos pelo caminho durante a trajetória de nossas vidas? Abaixamos a cabeça, resignados com o insucesso, decididos a desistir ou aproveitamos o aprendizado como mola propulsora para dar um passo a frente, em nova tentativa, certos de que mais cedo ou mais tarde alcançaremos a vitória?


O grande segredo na busca das conquistas de nossos sonhos é crer que nada nos impedirá de realizá-los. Não importa se o caminho será de flores ou de pedras, se será pavimentado e liso ou esburacado e cheio de obstáculos, se será transposto sob sol claro e brisa agradável ou grandes tempestades, o certo é que nós chegaremos lá.


A força necessária para que estejamos preparados para esta aventura de fé vem do Senhor. Quando abrimos o nosso coração para Jesus, o vigor espiritual nos enche de confiança no êxito de todos os nossos propósitos e afasta definitivamente o "não posso" e o "não adianta tentar novamente." Com a companhia de Deus no caminho da vida, a única coisa de que lembramos é que "tudo é possível ao que crê.

Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet!

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://spaces.msn.com/members/pauloadriano

www.vocalelshaday.xpg.com.br