Loading...

28 setembro 2005

Quero Caminhar com Deus


 

Quero Caminhar com Deus

­por Allen Dvorak

No começo Deus criou Adão e Eva.  Eles eram inocentes de qualquer pecado e viviam em comunhão com seu Criador (Gênesis 3:8).  Contudo, eles pecaram ao comerem o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal e ficaram espiritualmente separados de Deus (Gênesis 2:16-17;  3:11-12).  Além de perderem sua comunhão com Deus, eles também foram expulsos do Jardim do Éden.

A Bíblia é a história do desenvolvimento do plano de Deus para restaurar a comunhão dele com o homem.  Deus não deseja estar afastado do homem e assim ele providenciou, através de Jesus Cristo, um meio do homem ser restaurado na comunhão com seu Criador. A comunhão divina é um privilégio, mas precisamos entender como é estabelecida e mantida.


A comunhão divina é um privilégio, mas precisamos entender como é estabelecida e mantida.

A palavra grega mais freqüentemente traduzida como "comunhão," por definição e uso bíblico, dá o sentido de participação num interesse ou projeto comum.1 No Novo Testamento, a palavra é sempre usada em assuntos espirituais, nunca para atividades sociais. A palavra envolve, usualmente, dois elementos:  relação e ação.  Quando duas ou mais pessoas têm um interesse espiritual em comum por causa de sua relação espiritual, elas têm comunhão ao participarem desse interesse comum.  Sem essa relação, a participação em algum interesse ou trabalho não constitui comunhão no sentido bíblico da palavra.  Duas pessoas que são cristãs têm uma relação de comunhão;  ambas pertencem à família espiritual de Deus.  Quando elas co-participam de responsabilidades espirituais, elas têm comunhão entre si e com Deus.  As palavras "comunhão" e "irmandade" são confundidas, às vezes, mas "comunhão" quase sempre significa co-participação, enquanto "irmandade" ressalta a relação.

O apóstolo João escreveu o seguinte:  "Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta:  que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma.  Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade.  Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado" (1 João 1:5-7).  O homem não pode caminhar na escuridão, isto é, viver no pecado, e ter comunhão com Deus. A pessoa que nunca pecou está caminhando na luz, como estavam Adão e Eva antes de seu pecado no Jardim.

O problema com a humanidade é que, com exceção de Jesus, todas as pessoas responsáveis têm pecado!  Paulo concluiu em sua carta aos Romanos, "pois todos pecaram e carecem da glória de Deus" (3:23).  Jesus obedeceu a vontade do Pai perfeitamente (Hebreus 4:15), mas todos os outros homens, tanto judeus como gentios, têm pecado e assim não podem ter comunhão com Deus, baseados nas suas próprias obras perfeitas.  Quando o homem peca, seu pecado o separa de seu Criador e ele não pode gozar da comunhão com Deus (Isaías 59:1-3).  O profeta Amós perguntou, "Andarão dois juntos, se não houver entre eles um acordo?"  (3:3).  Deus não será parceiro no pecado.  Se andarmos nas trevas, teremos de andar sem Deus!

Felizmente, Deus providenciou outro meio para o homem ser justificado.  Para todos os que têm pecado, a comunhão com Deus só é possível através da fé, isto é, através do evangelho.  Somente aqueles que foram perdoados de todos os pecados passados podem ser participantes com Deus.  Podemos ser perdoados de nossos pecados através do sacrifício de Jesus Cristo, uma manifestação da graça de Deus (Romanos 3:21-26;  4:5-8, 23-25;  5:1-2; 6:17-18).  Quando somos batizados em Cristo, deixamos o império das trevas e somos transportados para o reino da luz (Gálatas 3:26-27;  Colossenses 1:13).  Tornamo-nos partes da família espiritual de Deus e estabelecemos uma relação de comunhão com o Pai, com Jesus Cristo e com todos os cristãos que constituem esta irmandade (João 3:3-5;  1 Pedro 1:3; 1 João 1:1-3,5).

Uma vez que tenhamos estabelecido esta relação espiritual com nosso Pai do céu, tornamo-nos participantes de nossa salvação com ele.  Tornamo-nos participantes da divina natureza, isto é, temos que ser santos como aquele que nos chamou é santo (1 Pedro 1:15-16;  2 Pedro 1:4;  Hebreus 12:10).  Tornamo-nos participantes dos sofrimentos de Cristo quando suportamos a perseguição por sua causa (1 Pedro 2:21;  4:13;  2 Coríntios 1:5). Tornamo-nos participantes com nossos companheiros cristãos na meta comum de glorificar Deus (Efésios 3:20-21; 1 Pedro 2:9).


A manutenção de nossa comunhão com Deus exige que continuemos a andar na luz, como ele está na luz (1 João 1:7).  Andar na luz não significa perfeito conhecimento das Escrituras.  Nossa comunhão com o Pai não foi estabelecida na base do perfeito conhecimento das Escrituras, nem é mantida nessa base.  Um dos exemplos de conversão a Cristo no livro de Atos é a do carcereiro filipense  (Atos 16:19-34).  Ele ouviu a mensagem da salvação e obedeceu ao evangelho na mesma noite, estabelecendo uma comunhão com Deus.  É óbvio que ele não tinha perfeito ou completo conhecimento da Palavra de Deus inteira.  Contudo, aqueles que estão em comunhão com Deus precisam estudar a Palavra e crescer em conhecimento.  A palavra de Deus está disponível para nós e não podemos usar a ignorância como uma desculpa para a desobediência.  Os novos cristãos precisam alimentar-se com o "leite," isto é, as bases da Palavra e, com o crescimento, estarão aptos a aceitar a carne da Palavra (1 Coríntios 3:1-2;  Hebreus 5:11-14).

O filho de Deus tem que estar sempre pronto para se arrepender de qualquer pecado cometido em sua vida e confessá-lo, buscando o perdão (1 João 1:9).

Caminhar na luz também não significa uma vida sem pecado.  Pelo contrário, João escreveu, "Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado" (1 João 1:7).  Ao mesmo tempo que estamos andando na luz, estamos sendo purificados pelo sangue de Jesus, indicando que o cristão que anda na luz pecará ocasionalmente.  De fato, João afirmou que o cristão que declara não ter cometido pecado está enganado e a verdade não está com ele (1 João 1-8). O apóstolo João, certamente, não estava encorajando o pecado, mas em vez disso estava observando que os cristãos pecarão e podem ser perdoados desses pecados (veja 2:1-2).  Ele também afirmou que o cristão não pode continuar no pecado (1 João 3:7-10;  veja também Romanos 6:1-11).  O filho de Deus tem que estar sempre pronto para se arrepender de qualquer pecado cometido em sua vida e confessá-lo, buscando o perdão (1 João 1:9).

Deus deseja que seus filhos tenham comunhão uns com os outros.  A comunhão com outros homens depende de nossa comunhão com Deus.  Como foi observado anteriormente, quando nos tornamos filhos de Deus, também nos tornamos parte de uma irmandade espiritual.  Há um sentido no qual todos os filhos espirituais de Deus compartilham uma fé comum e uma salvação comum  (Tito 1:4;  Judas 3).  No primeiro século, os grupos locais de santos se encontravam para adorar a Deus e para trabalhar juntos pela causa de Cristo. Eles partilhavam o ensinamento do evangelho, tanto pessoalmente como pelo sustento dos pregadores do evangelho (Gálatas 6:6;  Filipenses 1:3-5;  4:15).  Eles partilhavam a educação mútua.  Eles tinham comunhão na celebração da ceia do Senhor (Atos 2:42;  1 Coríntios 10:16), no canto de louvor a Deus e na oração.  Os cristãos primitivos compartilhavam suas coisas materiais como os santos que tinham necessidade (Romanos 15:26;  2 Coríntios 8:4; 9:13).  O escritor de Hebreus observou que aqueles cristãos que deixavam de congregar com outros cristãos para participar de tais atos de comunhão estavam no pecado (Hebreus 10:24-25).


Assim como Deus não terá comunhão com o pecado, também nós precisamos recusar participação no erro.  Paulo escreveu,  "E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas;  antes, porém, reprovai-as" (Efésios 5:11).  Os cristãos em Corinto aceitavam como fiel um irmão em Cristo que estava cometendo fornicação e Paulo repreendeu-os, observando que eles precisavam disciplinar o irmão que estava errando (1 Coríntios 5). Quando os da igreja se afastaram do irmão pecador, eles estavam reconhecendo publicamente o fato que ele já tinha quebrado sua comunhão com Deus e que eles também não podiam mais ter comunhão com ele.  O apóstolo João escreveu que não podemos dar apoio ou encorajamento àqueles que ensinam falsas doutrinas ou nos tornaremos participantes do erro deles.

Adão e Eva perderam sua comunhão com Deus por causa do pecado, mas, graças a Deus, através de Jesus Cristo podemos novamente gozar da comunhão com nosso Criador. O que foi perdido no Jardim do Éden pode ser conseguido mais uma vez em Cristo.  Que bênção e que privilégio caminhar diariamente com Deus agora, esperando aquele dia quando poderemos viver eternamente em sua presença, no céu!

Recebi do Mauricio Junior

Paulo Adriano Rocha

25 setembro 2005

Senhor, eu creio em ti!

SENHOR, EU CREIO EM TI!
by Tommy Walker
Cantado pela Crystal Lewis e pelo Coral do Tabernáculo do Brooklyn

Embora em não possa ver tua santa face
E o teu trono acima nos céus
Parece estar tão longe!
Embora eu não possa tocar
Tuas mãos marcadas pelos cravos,
Eu tenho uma profunda, inexplicável alegria
Que faz minha fé estar firme!

Senhor, eu creio em ti.
Eu sempre crerei em ti!
Embora eu não possa te ver com meus próprios olhos,
No mais profundo do meu coração eu encontro a tua presença.
Senhor, eu creio em ti
E eu sustentarei minha fé em ti.
Ainda que o mundo todo diga que pode,
Nenhum pode me tirar esta alegria.
Senhor, eu creio!

Enviado do céu,
És aquele escolhido por Deus.
És o único e certo caminho
Caminho ao coração do Pai!
Morreste por todos os pecados,
Ressuscitaste e hoje vives outra vez!
Venceste à morte e ao túmulo
E agora posso viver!

----------------------------------------------------------
Letra Original

LORD I BELIEVE IN YOU
by Tommy Walker

Though I can’t see Your
Holy FaceAnd
Your throne in Heaven above
It seems so far away
Though I can’t touch
Can’t touch your nail scarred hands
I have a deep unspeakable joy
That makes my faith to stand

Lord, I believe in You
And I’ll keep my trust in You
Though I can’t see You with my eyes
Deep in my heart, Your presence I find
Lord, I believe in you
And I’ll keep my trust in You
Let this whole world say what they may
No one can take this joy away
Lord, I believe

Born from above,
You are God’s only chosen one
You’re the one and only true way
Way to the Father’s heart
You died for all sin,
And then You rose and now live again
Conquering death and the grave
So that I might live

Traduzido por mim com auxílio do minidicionário da Todolivro

23 setembro 2005

I'll Sing

I WILL SING
Don Moen

Lord, you seem so far away A million miles or more it feels today And thought I haven’t lost my faith I must confess right now That it’s hard for me to pray But I don’t know what to say And I don’t know where to start But as You give the grace With all that’s in my hearth.

Lord, it’s hard for me to see All the thoughts and plans You have for me But I will put my trust in You Knowing that You died to set me free But I don’t know what to say And I don’t know where to start But as You give the grace With all that’s in my hearth.

I will sing! I will praise! Even in my darkest hour Through the sorrow and the pain I will sing! I will praise! Lift my hands to honor You Because Your Word is true I will sing!

----------------------------------------------------------
EU CANTAREI
Don Moen

Senhor, tu pareces estar a um milhão de milhas ou mais E embora eu não tenha perdido minha fé Eu preciso confessar agora mesmo Que é difícil pra mim orar Mas eu não sei o que dizer E não sei como começar Mas tu tens me dado a graça Com tudo que está em meu coração.

Senhor é difícil pra mim entender Todos os pensamentos e planos que tens pra mim Mas eu pus em ti minha fé Sabendo que tu morreste pra me salvar! Mas eu não sei o que dizer E não sei como começar Mas tu tens me dado a graça Com tudo que está em meu coração.

Eu cantarei! Eu louvarei! Mesmo na minha hora mais escura Apesar do sofrimento e da dor Eu cantarei! Eu louvarei! Levanto minhas mãos pra te honrar Porque tua palavra é fiel Eu cantarei!
Cante Hoje também!

20 setembro 2005

AGRADAR A DEUS

AGRADAR A DEUS

De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e se torna galardoador dos que o buscam. Hb 11.6

Essa é uma parte bastante necessária, mas muitas pessoas preferem deixá-la de lado. Se eu quiser agradar a Deus (e isso no original também significa "estar contente"), tenho que me aproximar dele e preciso crer que Ele existe. Muitas pessoas dizem que Deus existe, mas será que realmente crêem nele? A fé tem que ser acompanhada de obras, ou seja, de demonstrações. Veja bem:

Eu digo que creio que Deus existe, mas vivo como se nunca fosse prestar-lhe conta dos meus atos. É válida a minha fé? "De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo homem. Porque Deus há de trazer a juízo toda obra e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau". (Ec 12.13,14)

Eu digo que Deus é bom, mas vivo a culpar-lhe por todas as catástrofes que acontecem no mundo. Aí pareço estar esquecendo que Ele também é justo, não? Ele mesmo falou que, ao aproximar-se a Vinda de Jesus, essas coisas aconteceriam. Porque devo ficar espantado? A minha atitude deveria ser de glorificar a Deus e me preparar para o Grande Dia, não acha?

É... Ter fé em Deus não é tão simples. Mas é preciso tê-la para que eu me aproxime de Deus. Quer ser amigo de Deus? Quer estar perto dele e ser galardoado por ele? Tenha fé!

18 setembro 2005

FINAL DOS EMPOS

E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.Ezequiel 22:30

Ei, irmão, é pegar ou largar!!!E aí... como dizem... dormindo na parada? Que adianta ser um gigante e estar adormecido?

OS DIAS SÃO MAUS, não é tempo de brincadeira. Quantos e quantos estão brincando com coisa séria!!! A jornada rumo à Canaã celestial não é um passeio turístico, é uma peregrinação! E eu, em nome de Jesus declaro o DESPERTAMENTO ESPIRITUAL na sua vida!

É tempo de guerrear. "Dá-te pressas, não vaciles, hoje Deus te chama para vires pelejar ao lado do Senhor". Entra na batalha!

A partir do momento em que aceitamos a Cristo declaramos guerra; lutamos, não contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais!Nós andamos na CONTRA-MÃO do mundo, e não nos conformamos com toda essa bugiganga que o diabo tem oferecido em nome da liberdade, da modernidade. Não encha seus olhos com os apetrechos de satanás! MEU AMADO, NÃO TROQUE SUA COROA DE GLÓRIA POR BIJUTERIA DO DIABO!!!

Você tem se revestido da armadura de Deus, para poder estar firme contra as astutas ciladas do diabo? Ou anda embaraçado com os laços do inimigo?

O SENHOR TEM BUSCADO PESSOAS CORAJOSAS QUE "ESTEJAM NA BRECHA", pessoas que arregacem as mangas e estejam na batalha, tapando o muro, que trabalhem! Muitos não fazem nada, ou melhor, só fazem reclamar, até parece estar num balcão de reclamações. Quantos e quantos estão inertes, alheios às hostes espirituais da maldade que correm contra o tempo, sabendo que pouco tempo resta!!!

O ESPÍRITO SANTO NÃO TEM TOCADO o teu coração com estas palavras? E o que você tem feito? Você tem sido covarde? É HORA DE DESPERTAMENTO! FAÇA aquilo que estiver ao seu alcance. Mesmo que vocÊ esteja em meio a pessoas indiferentes e vocÊ se sinta como um pequeno beija-flor que tenta apagar um incêndio...

O Senhor conta com vocÊ! Vamos entrar nessa batalha de corpo e alma! E COM CRISTO SOMOS MAIS QUE VENCEDORES! A VITÓRIA É NOSSA EM NOME DE JESUS!
DESPERTAI! DESPERTAI!

Hugo Oliveira.

16 setembro 2005

Você faz parte

Deus planejou os mínimos detalhes no dia
em que criou o firmamento.
E planejou com o mesmo cuidado cada
detalhe de seu nascimento.

Sabia a cor dos seus olhos,
a textura dos seus cabelos,
os acontecimentos dos seus dias.
Cada COMO, QUANDO e ONDE.

E Deus tem um plano perfeito - desde a eternidade- para tocar outras vidas através
das nossas vidas. Porque Deus nos abençoa com Suas dádivas sem medida, com o bem mais duradouro, pois considera nossas vidas o mais precioso tesouro.

VOCÊ É PARTE DO PLANO DE DEUS... E UMA BÊNÇÃO MUITO ESPECIAL NA MINHA VIDA! 
 
Tenha um fim de semana cheio de paz e amor!!!

Esta mensagem foi enviada por Zilda Meneses Santos

Paulo Adriano Rocha

http://pauloadriano.weblogger.com.br

15 setembro 2005

Jesus declarou

Jesus declarou o propósito de sua vinda à terra com as seguintes palavras:

"Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (João 10:10).

Jesus providencia esta vida melhor, oferecendo a solução para os problemas que tornam a vida difícil: culpa, insatisfação e medo. Ele não promete riqueza ou luxo, mas nos conforta com uma mensagem de um Pai amoroso no Céu, que cuida de seus filhos e que proverá  as coisas de que eles verdadeiramente necessitam.

"Portanto, não vos inquieteis, dizendo 'Que comeremos?'. . . Pois vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas estas coisas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:31-33).

As pessoas mais felizes no mundo são aquelas que mais completamente se dedicam a seguir Jesus como o caminho.

"No qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória" (1 Pedro 1:8).

Esta mensagem foi enviada por LUCIANA BRANDÃO para Paulo.

Paulo Adriano Rocha

14 setembro 2005

NO TEMPO DA PROSPERIDADE

NO TEMPO DA PROSPERIDADE

Falei com você no tempo da sua prosperidade. Mas você disse: "Não escutarei". Este tem sido o seu caminho, desde a sua mocidade, o de não obedecer à minha voz. Jeremias 22.21, BND

O povo de Israel prosperou pela bênção de Deus. Depois de próspero, porém, não quis mais obedecê-lo.

A prosperidade nos tenta a confiar em nós mesmos e em nossas próprias habilidades. Mas as posses nada podem fazer para conduzir-nos a Deus a garantir nosso destino na eternidade.

Deus fala com você hoje, pelas Escrituras, para que confie nele e obedeça ao seu Filho Jesus.

O que você diz a ele?

Meditações copyright (c) 2005 Randal Matheny.
Todos os direitos reservados.
Citações bíblicas da Nova Versão Internacional
(IBS, 2000) quando não especificada a versão.
Para assinar DEUS Conosco, envie mensagem para:
deusconosco-subscribe@welovegod.org

Paulo Adriano Rocha

Paulo Adriano Rocha

13 setembro 2005

Josué um homem de coragem?

Josué um homem de coragem?

Digo e repito: "Seja forte e corajoso! Nada de desânimo! Não fique com medo!Lembre-se bem, o Senhor teu Deus está com você, esteja onde estiver!"

Admiro Josué por todas as vitórias e conquistas que fez pelo povo de Israel, na verdade, muito antes de ser o lider de Israel eu já o admirava por ser o jovem destemido, que dentre os doze espiões que foram ver como era Canaã, a terra prometida, defendeu e confiou na promessa de Deus enquanto dez outros diziam que era impossível conquistar aquela terra.

Sim, Josué acompanhou o povo de Israel quando este saía do Egito, viu o Mar Vermelho se abrir, viu o monte Sinai trovejar e tremer com a presença de Deus. Viu o rosto de Moisés brilhando quando este veio da presença do Senhor depois de passar 40 dias com Ele. Josué viu o quanto Mosés sofreu com o povo e pelo povo. Acompanhou a Moisés durante os 40 anos que Israel passou no deserto. Agora, a um passo da tão esperada Canaã, ele recebe a aterradora notícia de que Mosés não os acompanhará na entrada da terra prometida e que ele, Josué, agora será o novo lider do de Israel.

Você já parou para pensar o que isso quer dizer? Ser o lider de um povo reclamão e desobediente? Ao mesmo tempo, o povo escolhido do próprio Deus?! Uma multidão de pessoas inconstantes que num momento estão servindo a Deus e no outro querem se levantar contra Moisés? Já pensou no peso dessa responsabilidade? Como você estaria se sentindo no lugar dele? Cheio de coragem? Eu estaria apavorada! E eu acredito que ele também estava. E por reconhecer a sua incapacidade de fazer uma obra que parecia grande demais para suas mãos, foi que tornou possível que ele fosse o instrumento usado por Deus.

Não foi só uma vez que Josué ouviu: "seja forte e corajoso".Primeiramente ele ouviu de Moisés quando este falava ao povo que Josué agora os guiaria na entrada de Canaã (Deut. 31:7-8) Depois Deus falou com Josué tres vezes "seja forte e corajoso". Josué foi forte e corajoso na força e na coragem que Deus o consedeu. E confiou na promessa do Senhor, assim como quando foi jovem, confiou que Deus estaria consigo onde quer que a planta dos seus pés pisassem.

Josué, tão humano como somos nós hoje, enfrentou os mesmos problemas que nós enfrentamos hoje. O desânimo, depressão, medo, solidão, momentos em que não sentia a presença de Deus junto a sí. Provavelmente não temos uma obra tão grande em nossas mãos como a dele, mas estou certa de que dentro das nossas limitações, as situaçães que precisamos enfrentar certas vezes parecem tão aterradoras e tão além das nossas forças quanto a de Josué. Por isso a promessa dada a Josué é tão atual e tão nossa quanto o foi para ele. Deus promete cuidar de cada area de nossa vida; do que somos no mais intimo de nossa alma. Deus promete fortificar a base, a fundação do seu ser, para que você tenha a força necessária para enfrentar as circunstâncias que lhe sobrevêm.

Deus prometeu nos dar ânimo quando este falha, prometeu nos libertar da depressão que muitas vezes nos atormenta, Ele prometeu que você não estaria só. Quando o cansaço excede os limites do nosso corpo e as circunstâncias parecem sem esperança, o desânimo toma conta de nós. Nesse momento precisamos recorrer ás forças que Deus nos promete, como também fazer uso da boa temperança que Ele já nos ensinou. Deus promete lhe dar o ânimo e as forças que necessita mas você precisa cooperar com o Senhor descansando apropriadamente, se alimentando bem, cuidando do Templo, seu corpo, para que Deus possa habitar nele. Ou algo mais está sendo o seu deus e está tomando conta da sua vida. E não se engane, ultrapassar os limites que Deus determinou para você só lhe trarão desânimo dor, e doença.

A solidão da qual Deus promete cuidar, vai muito além da questão de ter uma pessoa ao seu lado. Pois mesmo tendo alguém, você pode se sentir só. Há um espaço dentro de você que pertence só a Deus e só ele pode ocupar esse espaço.


A necessidade de pertencer, de ter onde ir, de ter com quem contar, faz parte das necessidades mais intimas e básicas dos seres humanos. Deus sabe disso, foi ele quem nos criou e nos conhece no mais profundo do nosso ser. Por isso que tantas vezes ele faz questão em sua palavra de reafirmar de que não estamos sós, de que ele sempre está ao nosso lado.


Deus prometeu te libertar de todo o medo. Você já pensou em todas as coisas que você teme? O futuro, a necessidade, a solidão, a traição, a dor, a morte.... Essa lista pode ser enorme para você. E Deus prometeu te libertar do medo e te suster mesmo que essas coisas venham sobre você. Pois Ele prometeu estar contigo esteja onde você estiver, passando pelo que quer que for. Ele prometeu estar ao seu lado não importa o que aconteça. E Ele está! Deus nunca te abandona! Ele nunca se esquece de ti.(Hebreus 13:05) "Já não te mandei eu? Sê forte e corajoso! Não fique desanimado, nem tenha medo porque Eu o Senhor, teu Deus,estarei com você em qualquer lugar para onde você for."( Josué 1: 9 ênfase do autor)


Confie na promessa do Senhor! Acredite em Seu poder assim como Josué o fez! Clame ao Senhor pelas Suas promessas e sinta a mão do Senhor guiando a sua vida, lhe transformando em um alguém muito melhor do que você poderia ser por si só. Num ser completo. Cheio de força e coragem para enfrentar as circunstancias deste mundo. E melhor que isso será o dia que como vitoriosos herdaremos a Canaã Celestial.

Com carinho,
Josiane Maia
www.dallasbraziliansda.org

Paulo Adriano Rocha

10 setembro 2005

Exemplos de Fé

ENOQUE



Pela fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte e não foi achado, porque Deus o trasladara, visto como, antes da sua trasladação, alcançou testemunho de que agradara a Deus. (Hb 11.5)


Enoque também é colocado como um dos exemplos de fé que devemos seguir. Quem foi esse homem, onde viveu? Não sabemos. Mas o que sabemos já é bem suficiente: Enoque andou com Deus. Quer mais do que isso? Ele andou com Deus e andou de uma forma muito especial, a ponto de Deus o tomar para si!

Em que época viveu? Bem, nós sabemos que Enoque era da linhagem de Sete, filho de Adão, a qual era uma família que servia ao Senhor, mas, igualmente, a linhagem de Caim também tinha crescido e se desenvolvido, o que havia ocasionado um aumento da violência e devassidão na face da terra. E no meio de tudo isso, está um homem que andou com Deus. Vale notar que, alguns anos depois de Enoque, veio o dilúvio, o juízo de Deus sobre o mundo de então. E nós sabemos hoje que a vinda do Senhor está próxima e com ela o julgamento deste mundo, por isso, tal como Enoque, temos que andar com Deus hoje.

Enoque teve um relacionamento tão especial com Deus, que um dia foi tirado da terra para estar com Deus, sem sequer ter provado a morte. Até hoje, só duas pessoas tiveram esse privilegio: Enoque e Elias. Mas um dia, Jesus virá buscar à sua igreja, e aqueles que estiverem vivos e prontos, irão se encontrar com o Senhor sem provar a morte também. Mas para isso, temos que ter a mesma fé de Enoque e andar com Deus assim como Ele. O que será que as pessoas achavam de Enoque? Será que o chamavam de louco? O mundo adora fazer isso, né? Mas mesmo num mundo corrompido e perverso como o de sua época, ele andou com Deus e não se corrompeu. E se nós quisermos também herdar o prêmio que está proposto para os vencedores no céu, temos que ser como Ele também. Precisamos acertar nossos passos com o Deus, falar como ele e viver de acordo com a sua vontade.

Que Deus nos abençoe e ótima semana pra todos!

08 setembro 2005

Mesmo Que...

Minist�rio Para Refletir!

Para Refletir...(07/09/05)

Mesmo Que...


"Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas
vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos
não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja
exterminado da malhada e nos currais não haja gado; todavia
eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha
salvação" (Habacuque 3:17, 18).


Há muitos anos atrás um fazendeiro teve uma colheita de
grãos muito boa, como raramente havia tido antes. Poucos
dias antes de estar pronta para ser colhida, veio uma forte
tempestade de vento e granizo. Toda a plantação foi
destruída. Depois que a tempestade passou, o fazendeiro foi
com seu pequeno filho até a varanda. O menino olhou para o
que antes era um bonito campo de trigo e com lágrimas nos
olhos virou-se para seu pai esperando ouvir palavras de
desespero. No lugar de queixas e murmurações, ouviu o pai
entoar um hino de louvor a Deus cuja letra dizia mais ou
menos: "Rocha eterna, quero estar sempre escondido e
abrigado em Ti." Anos mais tarde, o menino, agora crescido,
contava o episódio para todos dizendo: "Aquele foi o maior
sermão que eu ouvi em toda a minha vida." O fazendeiro
perdeu uma colheita de grãos, mas, quem sabe, tenha sido o
fator decisivo na formação de seu filho. Foi naquele momento
de dor que ele viu a fé de seu querido pai em prática.


Como seria bom se a nossa fé não dependesse das
circunstâncias. Costumamos cantar e glorificar a Deus quando
tudo está fluindo bem em nossa vida e deixamos apagar o fogo
de nosso ardor quando as lutas e problemas nos assolam.


O impacto de uma vida de fé e louvor a Deus em horas de
aflição produz muito mais efeito na vida de nossos parentes
e amigos do que as mesmas atitudes testificadas em momentos
de fartura e tranquilidade. E para nós, o gozo experimentado
no coração jamais será esquecido.


O segredo de uma vida abundante e plena de felicidade
consiste em confiar em Deus independente da situação que
estejamos enfrentando. Quer o dia esteja cinzento e triste
ou ensolarado e alegre, precisamos crer que o nosso Senhor
está ali, ao nosso lado, e que tudo faz para que a nossa
alegria seja completa. Se algum espinho nos fere em
determinado instante, alegremo-nos porque pode ser um sinal
de que um belo e perfumado jardim nos espera logo adiante.

Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet! Visite minha homepage:

Escuro Iluminado

Mural de Fotos

Livros Completos em Texto

Assine a Coluna_Reflexões

Caso você deseje receber as reflexões diárias diretamente em
sua mailbox, preencha o campo abaixo com seu email e clique
no botão enviar.

Coloque aqui seu e-mail


Escolha uma opção:
assinar

cancelar

Entidades que Apoiam este Minist�rio

Entre em Contato Comigo:

Paulo Roberto Barbosa


Contador de visitas

N�o se esque�a tamb�m de visitar nosso site!
http://www.cvvnet.org

*



Yahoo! Grupos, um servi�o oferecido por:
PUBLICIDADE


Links do Yahoo! Grupos

Ministério Para Refletir!

Para Refletir...(07/09/05)

Mesmo Que...


"Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja
exterminado da malhada e nos currais não haja gado; todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação" (Hc 3:17, 18).



Há muitos anos atrás um fazendeiro teve uma colheita de
grãos muito boa, como raramente havia tido antes. Poucos
dias antes de estar pronta para ser colhida, veio uma forte
tempestade de vento e granizo. Toda a plantação foi
destruída. Depois que a tempestade passou, o fazendeiro foi
com seu pequeno filho até a varanda. O menino olhou para o
que antes era um bonito campo de trigo e com lágrimas nos
olhos virou-se para seu pai esperando ouvir palavras de
desespero. No lugar de queixas e murmurações, ouviu o pai
entoar um hino de louvor a Deus cuja letra dizia mais ou
menos: "Rocha eterna, quero estar sempre escondido e
abrigado em Ti." Anos mais tarde, o menino, agora crescido,
contava o episódio para todos dizendo: "Aquele foi o maior
sermão que eu ouvi em toda a minha vida." O fazendeiro
perdeu uma colheita de grãos, mas, quem sabe, tenha sido o
fator decisivo na formação de seu filho. Foi naquele momento
de dor que ele viu a fé de seu querido pai em prática.


Como seria bom se a nossa fé não dependesse das
circunstâncias. Costumamos cantar e glorificar a Deus quando
tudo está fluindo bem em nossa vida e deixamos apagar o fogo
de nosso ardor quando as lutas e problemas nos assolam.


O impacto de uma vida de fé e louvor a Deus em horas de
aflição produz muito mais efeito na vida de nossos parentes
e amigos do que as mesmas atitudes testificadas em momentos
de fartura e tranquilidade. E para nós, o gozo experimentado
no coração jamais será esquecido.


O segredo de uma vida abundante e plena de felicidade
consiste em confiar em Deus independente da situação que
estejamos enfrentando. Quer o dia esteja cinzento e triste
ou ensolarado e alegre, precisamos crer que o nosso Senhor
está ali, ao nosso lado, e que tudo faz para que a nossa
alegria seja completa. Se algum espinho nos fere em
determinado instante, alegremo-nos porque pode ser um sinal
de que um belo e perfumado jardim nos espera logo adiante.

Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet!

04 setembro 2005

APRENDENDO A EVANGELIZAR

Iniciando o blog, vai aí a mensagem da semana que está no meu site de jograis, ok?

APRENDENDO A EVANGELIZAR

Nada melhor do que aprender a evangelizar com Jesus, o mestre por excelência

Antes de ordenar seus discípulos a saírem pelos quatro cantos da terra pregando o Evangelho, Ele procurou deixar o exemplo. Entre tantos, quero pensar no que Ele fez, indo ao encontro do endemoninhado de Gadara, tirando-o das trevas, trazendo-o para luz – Marcos 5:1-20.

1º. AMOU A QUEM NINGUÉM AMAVA

O homem a quem Jesus amou não era amado por ninguém, nem pelos seus familiares. Vivia nos sepulcros, ferindo-se com pedras. Era alvo da indiferença e do desprezo dos que o cercavam, mas, de igual modo, era alvo do amor compulsivo de Deus e isso impulsionou Jesus a ir ao seu encontro.

2º. VALORIZOU A QUEM NINGUÉM VALORIZAVA

O homem a quem Jesus valorizou, não tinha valor algum aos olhos humanos. Contudo, ao contrário de muitos líderes que cancelam compromissos importantes, agendados previamente, para se encontrarem com algum "figurão", Jesus interrompeu uma grande "concentração evangelística", para ir ao encontro de quem ninguém queria encontrar: O endemoninhado de Gadara, homem sem nenhum prestígio ou influência no seio da sociedade, mas que representava muito aos olhos de Deus!

3º. INVESTIU EM QUEM NINGUÉM INVESTIA

O homem em quem Jesus investiu, ninguém dava nada por ele. Para os moradores da cidade de Gadara, até os porcos tinham mais valor do que ele, mas Jesus o valorizou tanto, que foi capaz de interromper a sua agenda, sacrificar o seu descanso, enfrentar a fúria do mar, a incredulidade dos seus discípulos, a rejeição dos moradores de Gadara, de quem se esperava solidariedade e, por fim, a hostilidade e a oposição do diabo; tudo com o propósito de libertá-lo da escravidão espiritual em que se encontrava… e salvá-lo.

4º. CONFIOU EM QUEM NINGUÉM CONFIAVA

O homem em quem Jesus confiou, não merecia a confiança de ninguém, prova é, que ele foi encontrado nos sepulcros e, não, em uma casa ou abrigo qualquer. A esse homem, depois de libertá-lo, Jesus confiou a mais sublime de todas as tarefas: A de pregar o Evangelho aos que, ainda, não O conheciam. Em obediência a quem o comissionou, foi às dez cidades circunvizinhas, pregou e mostrou, através da sua vida transformada, o que Jesus fez por ele. O resultado? "Todos se maravilhavam". Vs. 20.

Ao agir da forma como agiu, Jesus nos deixou o exemplo de como é que se evangeliza: Amando, valorizando e investindo nas pessoas pelo que elas são e representam diante de Deus, e, não, pelo que elas têm e representam diante dos homens. Aprendamos a evangelizar com o Mestre!
--
"Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar." (Is. 47:17)

Recebi por e-mail.