Loading...

16 fevereiro 2007

Falando Alto Sem Abrir A Boca

Falando Alto Sem Abrir A Boca
 
"aquele que diz estar nele, também deve andar como ele
andou" (1 João 2:6).
 
Um homem, enquanto trabalhava em uma loja de calçados, notou
que do lado de fora, sob uma temperatura fria, um pequeno
menino, descalço, se mantinha à porta de uma padaria próxima
à sua loja, buscando aproveitar um pouco o ar quente que
vinha de lá. Ele não sabia o que poderia fazer diante
daquela situação. Enquanto olhava para o menino, viu
aproximar-se uma senhora que parou e conversou um pouco com
a criança. Logo a seguir ela o pegou pela mão e trouxe até à
sapataria onde lhe comprou sapatos e meias. O menino,
virando-se para a mulher, perguntou: "A senhora é esposa de
Deus?" Ela respondeu: "Não, meu filho, sou apenas uma de
suas filhas." "Bem, eu sabia que a senhora era parente
dele." O vendedor observou quando a criança agradeceu à
senhora e partiu. Aquela senhora desconhecida era um canal
de bênçãos na causa de Cristo e tanto o menino como o homem
da sapataria puderam testemunhar as qualidades cristãs que
brilhavam através de sua vida.
 
às vezes agimos de maneira a conduzir pessoas à presença de
Deus sem o percebermos. Aquela mulher não levou o pequeno
garoto a uma igreja ou disse a ele que precisava de
salvação. Com muito amor pregou uma mensagem que tocou tanto
o coração do menino como o do vendedor.
 
Há quanto tempo não deixamos que os dons do Espírito de Deus
se manifestem em nossas vidas? Quando foi a última vez que
agimos, diante de estranhos, de tal forma que estes nos
disseram: "Você tem o brilho do Senhor em seu rosto?"
É muito triste ouvirmos frases como: "Você é um cristão? Eu
não sabia!" Isso apenas comprova que de nada adianta irmos
todos os domingos à igreja, participarmos de todas as
reuniões, cantarmos com os jovens ou mesmo no Coral, se as
nossas atitudes continuam as mesmas do tempo em que
andávamos longe de Deus, sem salvação. De que adianta eu
dizer que Deus é amor se eu não demonstro isso ao meu
semelhante. É inútil eu dizer que Deus perdoa se eu continuo
não perdoando aos que julgo terem me ofendido. Soa como
hipocrisia a minha pregação de que Deus nos enche de alegria
se continuo de semblante fechado o tempo todo.
 
O nosso testemunho de vida com o Senhor é a maior pregação
que alguém pode ouvir a respeito de Deus.
 
Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet!
 
Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br

Nenhum comentário: