Loading...

10 março 2009

Resposta à Veja - Reportagem Especial sobre o Evolucionismo

Olá
 
Encaminho o material abaixo, por sua relevância para o debate em favor do Criacionismo. O autor é um jovem universitário adventista.
 
Os sinais "-->" antecedem as observações do Felipe em resposta aos trechos da revista.

um abraço!
Levi
 
Artigos, documentos, entrevistas e livros sobre música sacra
Visite e divulgue: http://www.musicaeadoracao.com.br
Veja também: http://blog.musicaeadoracao.com.br/
 
================================================


De: Fellipe Petermann [mailto:fellipepaa@gmail.com]
Enviada em: quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009 14:15
Para: undisclosed-recipients:
Assunto: Resposta à Veja - Reportagem Especial sobre o Evolucionismo

Fiquei surpreso ao ler a matéria sobre o Evolucionismo, pois esperava uma matéria, repleta de fatos e controvérsias científicas, e qual não foi minha surpresa ao me deparar com 20 páginas de repetidos ataques infundados aos religiosos (sim, pois o problema de vocês não é com o criacionismo, mas com os religiosos). Não vou nem tentar responder toda a matéria, primeiramente, porque, como já disse, ela é repetitiva. Segundo, pois analisando a qualidade do texto e dos ditos argumentos presentes no mesmo, percebi que tentar argumentar mais a fundo com vocês seria o mesmo que tentar explicar para um bebê todas as descobertas de Isaac Newton. Por isso, vou apenas colocar algumas passagens do texto e repondê-las.

Primeiro, respondendo ao leitor José Rubens do Amaral, que perguntou quem Deus criou, só demonstrando a total falta de estudo sobre o assunto, também demonstrada pelos jornalistas, Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, na forma que nós somos, só que com maior estatura, e sem defeitos.


"O mistério é porque tanta gente ainda reluta em aceitar que o homem é resultado da evolução"
"O enigma reside na relutância, quase um mal-estar, que suas idéias causam entre um vasto contingente de pessoas, algumas delas fervorosamente religiosas, outras nem tanto. Veja o que ocorre nos Estados Unidos. O país dispões das melhores universidades do mundo, detém metade dos cientistas premiados com o Nobel e registra mais patentes que todos os seus concorrentes somados. Ainda assim, só um em cada dois americanos acredita que o homem possa ser produto de milhões de anos de evolução."
"Nos últimos anos, muitas escolas americanas de ensino fundamental e médio simplesmente substituíram os ensinamentos de Darwin pelo criacinismo nas aulas de ciências e biologia."
"Na semana em que se comemora o bicentenário de nascimento de Darwin e, por coincidência, no ano do sesquicentenário da publicação de seu livro mais célebre, A Origem das Espécies, como explicar a má vontade para com suas teorias em países de produção científica?"

--> Interessante notar que vocês mesmos já responderam ao 'mistério', mas não perceberam. No país onde o criacionismo é ensinado detém muitos prêmios e produções científicas. E um país onde falar em ensinar criacionismo nas escolas já vira perseguição, como ocorreu no Rio de Janeiro, e o que a Veja está fazendo com as escolas confessionais, não tenha nada disso. Não que evolucionistas não sejam bons cientistas, mas para ser um bom cientista, primeiro é preciso estudar para conhecer todos os lados de qualquer história. Segundo, é preciso argumentar após estudar sobre todos os lados, coisa que não acontece em nosso país.

"Desde o ano passado, o bordão entre os criacionistas americanos é 'liberdade acadêmica'. ... O argumento é de evidente má-fé. Em seu significado comum, teoria é sinônimo de achismo. A teoria da evolução de Darwin usa o termo em sua conotação científica. Nesse caso, a teoria é uma sintese de um vasto campo de conhecimentos formado por hipóteses que foram testadas e comprovadas por leis e fatos científicos. Ou seja, uma linha de raciocínio confirmada por evidências e experimentos. Por isso, quando é ensinado numa aula de religião, o Gênesis está em local apropriado. Colocado em qualquer outro contexto, só serve para confundir os estudantes sobre a natureza da ciência."

--> Pois é a 'liberdade acadêmica' que permite aos estudantes conhecerem sobre as coisas, e se tornarem seres pensantes, que questionam e pesquisam antes de tomar qualquer posição. Argumento de má-fé é o apresentado pela revista, que não quer enxergar que estão lutando contra a liberdade de pensamento.

"Outros pilares da ciência moderna, como a teoria da relatividade, de Albert Einstein, não suscitam tanta desconfiança e hostilidade."

--> É que, por meio de testes ou cálculos, a teoria da relatividade, ao contrário do evolucionismo, é algo comprovado. O evolucionismo, bem como o criacionismo, não são comprovados. Pesquisadores que levam ao estudo à sério, quer sejam criacionistas, quer sejam evolucionistas, não escreveriam as colossais e infundadas inverdades presentes na matéria, pelo simples fato de serem compromissados com a verdade. E a verdade é uma só: não há comprovação do criacionismo nem do evolucionismo.

"O fato é que a luta dos criacionistas contra Darwin nada tem de científica"

--> Fato é que na luta dos autores da matéria não há nada de científico. Existe sim uma tremenda má-vontade em relação as religiões, que se esquecem que, além de religião, criacionismo é ciência. Pois grandes gênios, como Leonardo da Vinci, Geórgia Agrícola, Nicolau Copérnico, Galileu Galilei, Johannes Kepler, Francis Bacon, Blaise Pascal, Robert Boyle, Isaac Newton, Gottfried Wilhelm Leibnitz, Caroline Herschel, Bartolomeu de Gusmão, Maria Gaetana Agnesi, Georges Cuvier, Maria Mitchell, Gregor Mendel, Louis Pasteur, George Washington Carver, William Ramsay, Carlos Chagas Filho, Wernher Von Braun e Albert Einstein acreditavam em Deus, e eram cientistas comprometidos com a verdade e com a pesquisa.

"A única explicação para isso seria que as primeira espécies de animais chegaram às ilhas vindas do continente. Depois, desenvolveram características diferentes, de acordo com as condições do ambiente de cada ilha. Era a prova da evolução."
"... renegando fatos comprovados pela ciência"

--> Primeiro que analisar somente os animais do continente sul-americano e das ilhas Galápagos e dizer que essa era a prova da evolução é uma tremenda ofensa ao cérebro de qualquer ser humano que o use. Segundo, ninguém nega os fatos comprovados pela ciência, são vocês que estão tentando validar algo que não está comprovado pela ciência.


"O atraso mesmo está na aceitação literal da Bíblia em questões científicas."
"A Bíblia não é um livro científico."

--> Essa eu vou deixar para a própria Bíblia responder:

Isaías 40:22: "Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra".("redondo" = "um circulo, esfera" - Gesenius). Hoje temos fotos tiradas do espaço que mostram a forma da Terra. Isaías fez esta afirmação em 700 a.C. A ciência só descobriu este fato em 1519 quando Magalhães navegou ao redor do mundo, 2200 anos depois. Como Isaías sabia disto 2200 anos antes da ciência?

Jó 26:7: ". e suspende a terra sobre o nada". O livro de Jó é o mais antigo da Bíblia, tendo sido escrito por volta de 2000 a.C. Mesmo quando Isaac Newton explicou como a gravidade do sol era equilibrada pela a força centrífuga da rotação da Terra em 1687, ele nada acrescentou a esta afirmação científica proferida por Jó! Como Jó sabia disto 3600 anos antes da ciência?

Gênesis 2:7: "E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente". Será que devemos levar o livro de Gênesis a sério? Desde o final do séc. XVIII, cientistas vêm desenvolvendo técnicas para analisar os minerais. Comparação entre as análises químicas da composição do corpo humano e do pó da terra mostram os seguintes elementos em comum: cálcio, ferro, magnésio, oxigênio, carbono, nitrogênio, fósforo, sódio, potássio, cloro, hidrogênio, enxofre. E mais: em 11/1982, Seleções Reader's Digest incluiu um artigo entitulado "Como a vida na Terra começou", onde diz que cientistas da NASA declararam que os ingredientes necessários para formar o ser humano estão no BARRO. O artigo disse ainda: "O cenário descrito pela Bíblia quanto à criação da vida vem a ser NÃO MUITO DISTANTE DO ALVO" (PÁG. 116). Não, a Bíblia não "passou não muito distante do alvo" - ela atingiu exatamente o alvo! Como Moisés sabia disto 3000 anos antes da ciência?

Eclesiastes 1:6: "O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento e volta fazendo os seus circuitos". O vento apresenta alguns fenômenos, dentre os quais: circular entre o equador e os dois pólos, descoberto por Hardley no séc. XVII; girar, evidenciando a força Coriolis, descoberta no séc. XIX e apresentar circuitos específicos, descoberto apenas recentemente. Como
Salomão sabia disto 1000 a.C.?

Eclesiastes 1:7: "Todos os rios vão para o mar e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr". Posso citar também Jó 36:27-29; Salmo 135:7 e Amós 9:6. Como todos estes escritores bíblicos, que escreveram entre 2000 a.C. e 800 a.C. sabiam sobre o ciclo hidrológico (evaporação, condensação e precipitação pluviométrica) e a decorrente formação e manutenção de rios, lagos, mares e oceanos por causa deste ciclo, se isto só foi reconhecido pela ciência quando foi descoberto por Galileu em 1630 d. C.?

Provérbios 6:6-9: "Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio. Pois ela, não tendo chefe, nem guarda, nem dominador, prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu mantimento. Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono?". Na Life's Nature Library, em "Os insetos" (pág. 163) diz: "Um dos enigmas entomológicos do último século diz respeito a esta observação por Salomão. Não havia nenhuma evidência de que formigas, realmente, faziam colheitas de grãos. Em 1871, entretanto, um naturalista britânico mostrou que Salomão, afinal de contas, tinha estado certo". Como Salomão detalhou este fato científico em 1000 a.C.?

Levítico 15:13: "Quando, pois, o que tem fluxo, estiver limpo do seu fluxo, contar-se-ão sete dias para a sua purificação, e lavará as suas roupas, e banhará a sua carne em águas corrente; e será limpo". Até fins do século XVIII todos os médico de um hospital lavavam suas mãos em uma mesma bacia, dia após dia (disseminando os germes com velocidade, facilidade e mortandade igual a de fogo em capim seco). Até cirurgiões eram sujos, e 17% das grávidas que entravam no melhor hospital do mundo (em Viena, Áustria) morriam de infecção. Isto até que com Pasteur e Koch e os avanços em microscopia e bacteriologia é que os médicos começaram a lavar as mão em água corrente, provando-se que a purificação salva mais que todos os remédios juntos. Como Moisés sabia disto em 1490 a. C.?

Salmo 8:8: ". as aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo que passa pelas veredas dos mares". Matthew Fontaine Maury, ministro da marinha americana, em 1860 aproximadamente, lançou-se ao empreendimento de encontrar estes curiosos "caminhos nos mares" e descobre que os oceanos têm caminhos que fluem através deles. Ele descobriu as correntes marítimas. Davi escreveu o Salmo 8 por volta de 1000 a. C..

Levítico 17:11: "Porque a vida da carne está no sangue.". Durante séculos os cientistas discutiram sobre a "vida da carne" e sugeriram que vários órgãos no corpo humano tinham esta responsabilidade. O sangue nunca esteve na lista. Só em 1628, Harvey provou que o sangue circula do coração e volta para ele, alcançando todas as partes do corpo através de artérias e veias. A partir daí, descobriu-se que é o sangue que dá continuidade a todos os processos da vida, no corpo; que é o sangue que causa o crescimento, constrói novas células e faz o transporte de substâncias vitais (como oxigênio, glicose, aminoácidos.) e remove os metabólitos tóxicos (dióxido de carbono, lactato, uréia.), que se não forem removidos das células, elas morrem; que é o sangue que faz crescer osso e carne, armazena gordura, faz cabelo e até unha. Por milhares de anos, os médicos tratavam as pessoas com uma prática chamada de "sangria", pensando curar doenças com a extração de sangue. Em 1799, George Washington foi sangrado até a morte. Os médicos sem saberem estavam, na verdade, retirando a vida dele. Só no início dos anos 1900 é que o Dr. Lister descobriu que o sangue provê o sistema imunológico aos corpos, motivo pelo qual uma vacina é aplicada na corrente sangüínea.

Como pode este livro maravilhoso, escrito milhares de anos atrás e por homens com conhecimento científico muito limitado, estar tão à frente do melhor que a humanidade pôde produzir nos últimos 6000 anos?

Para finalizar, vou fazer justamente o contrário do que vocês fizeram. Vou dar o benefício da dúvida e permitir que o vasto conhecimento que vocês possuem sobre o assunto me responda algumas coisas. Já enviei essas perguntas ao senhor André Petry (que ainda me deve respostas), mas agora espero receber a resposta, já que ele recebeu o reforço de grandes estudiosos:

1-      Como que de uma explosão, algo desorganizado, surgiu todo o universo, que é algo organizado, já que a segunda lei da termodinâmica diz que tudo parte de uma organização para uma desorganização, e não o contrário?

2-      De onde veio toda a energia para que a explosão ocorresse?

3-      Como refutar a afirmação de Einstein, que disse que a probabilidade do universo ter surgido de uma explosão é a mesma de uma biblioteca ser formada à partir da explosão de uma tipografia?

4-      Onde se encontra o 'Elo Perdido'?

5-      A probabilidade de um composto orgânico recém formado se desintegrar é muito maior do que a probabilidade dele se formar. Se a destruição predomina sobre a formação, como que os aminoácidos da sopa primitiva se organizaram aleatoriamente, se transformando em compostos complexos e em quantidades tão copiosas? Obs: Hoje sabemos que isto é possível, graças à atuação das enzimas catalisadoras e graças á proteção das paredes celulares ao grande responsável por este feito. Porém, nem enzimas nem as paredes celulares estavam disponíveis na sopa primitiva. Como explicar isso?

6-      Em 1968, o professor Harold Morowitz, físico de Yale, lançou um livro chamado "Enegy flow in biology". Nele, foi feito o cálculo da probabilidade de reações químicas aleatórias formarem uma bactéria. Não um organismo complexo como um ser humano, nem mesmo uma flor, mas uma bactéria unicelular. Baseando seus cálculos numa taxa otimista da velocidade das reações, o tempo estimado para uma bactéria se formar excede não apenas os 4,5 bilhões de anos da suposta idade da Terra, bem como os 15 bilhões de anos da suposta idade do universo inteiro. A probabilidade de processos aleatórios produzirem vida a partir de um caldo primordial de elementos químicos é ainda menos provável do que, após sacudirmos uma omelete, a clara e a gema voltarem à forma original do ovo. Como refutar esses cálculos? Ou vocês tem outra explicação?

7-      Para formar as proteínas, são usados vinte tipos diferentes de aminoácidos. A probabilidade de duas cadeias idênticas de proteínas, cada uma com cem aminoácidos, duplicarem-se por acaso é uma em 10^130 Para se atingir as condições de probabilidade para uma proteína ter se desenvolvido por acaso, seria preciso que 10^110 tentativas fossem efetuadas a cada segundo desde o início do tempo. Para se realizar essas tentativas concomitantes, o material para alimentar as reações consumiria 10^90 gramas de carbono. De onde veio todo esse carbono, já que a massa total da Terra (todos os elementos) é 6x10^27 gramas, e10^90 gramas excede em bilhões de vezes a massa estimada de todo o universo?

8-      Na transição do geoquímico para o biológico, onde e como surgiu o material genético?

Quanto ao título, não foi dado à Darwin o que é de Darwin, pois, apesar de discordar totalmente das idéias e conclusões dele, ele pelo menos estudou antes de falar.

Sem mais,

Fellipe Petermann Alberto Araújo.

Um comentário:

Matias Borba disse...

Amado irmão Paulo Adriano,
Paz do Senhor!

Minha ausência tem sido grande nso blogs onde comento, mas a falçta de tempo me deixa fora até mesmo de meu blog.

Sua postagem foi muito bem elaborada, o Fellipe Petermann Alberto foi feliz em seu argumento.

Parabéns por disponibilizar este blog para tão importante tema.

Deus te abençoe!