Loading...

07 janeiro 2008

O Dó da Vida

O Dó da Vida

 

Quando Lloyd Douglas, autor de The Robe (O Manto) e outros romances, estava na faculdade, ele morava num alojamento. Um professor de música aposentado, preso a uma cadeira de rodas residia no primeiro andar. A cada manhã, Douglas punha a cabeça na porta do apartamento do professor e fazia a mesma pergunta: "Bem, qual é a boa notícia?" O velho apanhava seu diapasão, batia com ele no lado da cadeira de rodas e dizia, "Esse é o Dó! Foi o Dó ontem; será o Dó amanhã, e será o Dó daqui a mim anos. O tenor do andar de cima canta abemolado. O piano do outro lado do saguão está desafinado, mas, meu amigo, esse é o Dó".

 

Você e eu precisamos de um Dó. Você já teve mudanças suficientes em sua vida? Relacionamentos mudam. A saúde muda. O tempo muda. Contudo, o SENHOR que governou a terra na noite passada é o mesmo SENHOR que a governa hoje. As mesmas convicções. O mesmo plano. O mesmo humor. O mesmo amor. Ele nunca muda. Você não pode alterar Deus mais do que um seixo pode alterar o ritmo do Pacífico. O SENHOR é o nosso Dó. Um ponto quieto num mudo em rotação. Não precisamos de um ponto quieto? Não necessitamos de um pastor imutável?

 

Você precisa de um SENHOR. E de acordo com Davi, você tem um. Ele é o seu pastor.

 

Do livro: Aliviando a Bagagem, de Max Lucado.

Paulo Adriano Rocha
NINGUÉM PODE TE AMAR COMO JESUS TE AMA!
http://pauloadriano.spaces.live.com
www.jograis.oi.com.br
www.vocalelshaday.xpg.com.br

Nenhum comentário: