Loading...

25 julho 2007

ÀS FAMÍLIAS DAS VÍTIMAS DOS ACIDENTES COM OS AVIÕES DA GOL E DA TAM

 
              

                Diante do horror apocalíptico de um avião a deslizar sem freios, em alta velocidade, por uma pista de aeroporto, e chocar-se a um prédio com terríveis explosões e chamas, sem chance de sobrevivência para seus ocupantes, clamamos em alta voz, com o grande risco de não sermos ouvidos nem na terra nem no céu. O cantor do salmo 42 (SBB) passava por terrível medo diante da força do mar e foi nas suas ondas que encontrou a razão do seu desespero, pois se multiplicavam sobre ele como abismos que chamam outros abismos. Trazia na memória tempos felizes, mas a comparação mais ainda aumentava a sua dor. Ele clamava. Assim o clamor se apresenta neste mundo, cheio de dor, tristeza, desolação, em que nenhuma palavra humana parece ter força de consolo. São vozes que gritam: "meus filhos e filhas, ah! meus filhos! Meus pais, ah! meus pais! Meus amores, ah! meus amores! Meus irmãos e irmãs, ah! meus irmãos! Meus amigos e amigas, ah! meus amigos!"  Os gritos invadem os espaços e a história, penetram gabinetes, incomodam autoridades, comovem o país, põem desnudos os lucros da ganância, denunciam. Os gritos, cada vez mais intensos e profundos são também um apelo, uma prece Àquele Deus aparentemente distante: "Onde está o teu Deus", ouve o salmista, como zombaria.

 

                Ao fim, o salmista encontra o que procurava. Mas encontra somente em Deus, seu Salvador. Buscamos esse Deus e Salvador para o socorro de todos e todas que sofrem sem consolo por terem perdido seus queridos, mesmo que não creiam, mesmo que não tenham nenhum conhecimento desse Deus amoroso que vem ao nosso encontro na nossa angústia e nos enxuga as lágrimas que teimam em não cessar. Esse Deus que não quer o mal a nenhuma de suas criaturas, que nos adverte dos perigos da soberba e da ganância e que pedirá contas de todos os que menosprezam a vida. Pedimos a esse Deus porque Ele é a fonte do Amor, da Justiça e da Paz, que nos dá braços que podem abraçar aflitos, mãos que podem sustentar desvalidos, corações que podem acolher os que estão desnorteados. Ele nos envia às famílias em sofrimento desmedido, para chorarmos juntos, clamarmos juntos, denunciarmos juntos e, juntos, nos consolarmos nos Seus braços. A memória nos fará encontrar forças para prosseguir, o amor que dedicamos aos queridos que partiram, Deus o usará para nos consolar, e o usará em nós para a luta em favor da vida plena, ainda que na condição de dor e sofrimento, mas em esperança de que haverá a Vitória sobre toda lágrima, toda morte.

 

                Ouve, ó Deus amoroso, o clamor de todas estas famílias em sofrimento e, em Cristo, faze justiça a todas elas.

 

Rev. Manoel Miranda

Moderador da Igreja Presbiteriana Unida do Brasil - IPU

 

 

 

MENSAGEM DA IGREJA PRESBITERIANA UNIDA DO BRASIL – IPU – E DO PÃO QUENTE DIÁRIO, ÀS FAMÍLIAS DAS VÍTIMAS DOS ACIDENTES COM OS AVIÕES DA GOL E DA TAM, PASSAGEIROS, TRIPULANTES E TODAS AS PESSOAS ATINGIDAS:

                 

 
 
 

 

 
 
 
   


 

 


No virus found in this incoming message.
Checked by AVG Free Edition.
Version: 7.5.476 / Virus Database: 269.10.16/914 - Release Date: 23/7/2007 19:45

Nenhum comentário: