Loading...

01 julho 2008

JESUS, O MISTÉRIO DE DEUS

JESUS, O MISTÉRIO DE DEUS.

Evidentemente, grande é o mistério da piedade:
Aquele que foi manifestado na carne
Foi justificado em espírito,
Contemplado por anjos,
Pregado entre os gentios,
Crido no mundo,
Recebido na glória.


Evidentemente, grande é o mistério da piedade;
Esse é um dos mais belos versículos da Bíblia e eu até já o postei há uns meses atrás. Eu realmente acho-o demais! O Apóstolo Paulo “canta” um hino conhecido da igreja primitiva, ao menos é o que os comentaristas dizem. Bem, mas o que importa realmente é a grande verdade que ele nos traz. Esse mistério que tanto tempo ficou oculto, um dia foi revelado: Jesus! Deus o Éden, Deus prometeu que da semente da mulher nasceria um que esmagaria a cabeça da serpente e depois foi reafirmando a sua promessa através dos tempos. Quantos quiseram vê-lo, quantos desejaram a sua chegada... Mas ele veio no tempo certo! Aquele que livraria a Israel dos seus pecados e traria os gentios para junto de si. Jesus, ele é o grande mistério de Deus!

Piedade, do grego eusebeia, significa reverencia, respeito, fidelidade a Deus, religiosidade. Jesus é o mistério que ns faz sermos fiéis a Deus em meio a um mundo tão difícil como o de hoje, como Paulo fala aos Colossenses: o mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória; ninguém pode tirar de nós essa esperança, esse grande mistério. Se sua fé está em Cristo, você com certeza será um vencedor!
Aquele que foi manifestado na carne
Sim, Jesus foi manifestado na carne. A ciência e várias outras pessoas têm tentado negar esse fato. Mas a Bíblia diz e nós cremos: o Unigênito Filho de Deus deixou a sua glória, tomou a forma de servo, fazendo-se igual aos homens. Esse mistério que estava escondido, Deus nos revelou, manifestou entre nós aquilo que ele realmente é em seu amor e justiça. A palavra carne aí no original é sarx, que fala de corpo humano, sangue, peles e ossos. E foi assim que ele veio. Gerado no ventre da ainda virgem Maria, por um milagre especial e fazendo-se um como nós.

Jesus nasceu para que hoje nós não morramos; Para que tivéssemos vida, Ele veio dar a sua própria vida. Sofreu em sua carne o cansaço das longas caminhadas, o frio das noites de oração, a dor dos espinhos, do chicote dos soldados romanos, o dilacerar da sua carne, a falta de ar por estar naquela posição na cruz, e a humilhação de ser exposto como um pecador, crucificado entre assassinos, num castigo que era para mim e para você.

Ele se fez carne e sofreu na sua carne o que era para nós. Ele nos tornou possível a entrada no Santo dos Santos pelo novo e vivo caminho que consagrou... A sua própria carne!

Que Deus nos ajude a entender a cada dia a grandiosidade do sacrifício de Cristo por nós e aceitarmos tão grande amor e misericórdia!
Aquele que foi justificado em espírito
Nesse texto, o termo Justificado (do grego dikaioo) quer dizer mostrar, evidenciar alguém ser justo. E justo é aquele cujo modo de pensar, sentir e agir é inteiramente conforme a vontade de Deus, e quem por esta razão não necessita de retificação no coração ou na vida.

A Bíblia diz que Deus olhou do céu à terra e não viu um justo sequer, ninguém que fizesse o bem. Por isso, Deus enviou o seu único filho, justo, santo e declarado justo no seu próprio espírito. A sua natureza espiritual, muito superior à dos homens e igual à do Pai, pois são um. Deus o enviou para que, através da sua justiça, sejamos considerados justos e tenhamos paz com Deus, como escrito em Romanos 5.1. Através da justiça de Cristo, nossa vida é modificada. Temos paz com Deus e podemos viver de acordo com a sua vontade.

Você acha que não tem jeito na vida? Que só faz coisas erradas? Que não há perdão pra você? Deixe de pensar nisso a partir de hoje! Creia no sacrifício de Jesus e entenda que aquele não tem pecado, foi feito pecado pro nós e agora somos justificados pela nossa fé nele. Basta crer!
Aquele que foi contemplado pelos anjos.
Essa é uma das grandes provas da superioridade de Cristo. Os anjos o conhecem desde o seu princípio (deles) uma vez que por ele foram criados. Ele é a imagem do Deus invisível, como nos diz o apóstolo Paulo. Nele, por Ele e para Ele foram criadas todas as coisas, mesmo os anjos, pois como nos diz o escritor aos Hebreus: “E todos os anjos de Deus o adorem”.

Jesus esteve desde o principio da criação, Filho unigênito do Pai. Os anjos devem ter ficado enternecidos quando souberam que ele viveria aqui com um homem e morreria como um homem, mas vemos que, mesmo ele tendo-se despido da sua glória divina e feito semelhança de homem, em carne e sangue como nós, os anjos ainda o serviam (Mt 4.11; Mt 26.53). No momento de sua morte, grande deve ter sido o luto no céu, mas os anjos cantaram e exclamaram com alegria: “Ele Vive!”, logo após a sua ressurreição. E os mesmo anjos levantaram as suas cabeças e lhe abriram as portas celestiais quando ele foi assunto aos céus.

Cristo, eis o mistério de Deus para nós. Porque não tomar parte na vida eterna hoje? E um dia poder cantar como os anjos: “Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor”. (Ap 5.12)? Só depende de você!
Aquele que foi pregado entre os gentios
Essa é uma parte mais prática da coisa: pregar Jesus. Pregar, do grego kerusso, é publicar abertamente algo que foi feito. E essa foi a missão que Jesus nos deixou: Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura, ou seja, a todos os habitantes da terra. Essa é a vontade de Deus: que todos os homens o conheçam e assim cheguem ao pleno conhecimento da verdade.

Na realidade, não tínhamos esse direito. Quando Jesus veio, veio para o que era seu: o povo judeu, os eleitos. Mas, como disse João, os seus não o receberam. E essa graça nos alcançou: a nós, os gentios (do grego ethnos), os não judeus. Ah, amor de Deus!... O maravilhoso amor de Deus que fez com que esse evangelho nos alcançasse. E hoje ele nos manda ir. Ir em busca das almas perdidas, daqueles que estão sem esperança e sem Deus no mundo. Você já falou de Jesus pra alguém hoje? Quem não gosta de falar do que é bom, não é? E existe coisa melhor que falar de Jesus? Não, não existe. Fale de Jesus pra alguém que está aí do seu lado, necessitando de consolo. Fale desse grande mistério que nos foi enviado por Deus.

Como disse a Twila Paris: Propague a luz! Fale desse evangelho que te trouxe vida e esperança e vai ver que esse é o maior tesouro que podemos deixar para a posteridade: Almas salvas pelo evangelho de Cristo!
Aquele que foi crido no mundo
Essa é uma das grandes provas da superioridade de Cristo. Os anjos o conhecem desde o seu princípio (deles) uma vez que por ele foram criados. Ele é a imagem do Deus invisível, como nos diz o apóstolo Paulo. Nele, por Ele e para Ele foram criadas todas as coisas, mesmo os anjos, pois como nos diz o escritor aos Hebreus: "E todos os anjos de Deus o adorem".

Jesus esteve desde o principio da criação, Filho unigênito do Pai. Os anjos devem ter ficado enternecidos quando souberam que ele viveria aqui com um homem e morreria como um homem, mas vemos que, mesmo ele tendo-se despido da sua glória divina e feito semelhança de homem, em carne e sangue como nós, os anjos ainda o serviam (Mt 4.11; Mt 26.53). No momento de sua morte, grande deve ter sido o luto no céu, mas os anjos cantaram e exclamaram com alegria: "Ele Vive!", logo após a sua ressurreição. E os mesmo anjos levantaram as suas cabeças e lhe abriram as portas celestiais quando ele foi assunto aos céus.

Cristo, eis o mistério de Deus para nós. Porque não tomar parte na vida eterna hoje? E um dia poder cantar como os anjos: "Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor". (Ap 5.12)? Só depende de você!
Aquele que foi recebido acima na glória!
Encerrando essa série, temos o "final" da jornada de Cristo: a sua glorificação. Claro que é um final sem fim, afinal, ele é eterno, mas é um epílogo da sua história entre nós. Depois de haver padecido como um malfeitor apesar de só ter feito o bem aqui na Terra, depois da sua tão horrenda morte na cruz, ele ressuscitou ao terceiro dia. E não ressuscitou na mesma condição de antes. Não no mesmo corpo humano, mas num corpo glorificado. E após 40 dias, foi assunto aos céus à vista dos seus discípulos. Naquele dia, os portais celestiais se abriram para receber aquele que, há alguns anos atrás, havia deixado o seu glorioso esplendor. Agora ele voltava a ter a mesma glória que tinha antes e mais ainda, recebido como aquele que venceu a morte, o inferno e o pecado: Jesus Cristo, nosso amado Senhor!

Hoje, Cristo está assentado à destra de Deus, intercedendo por nós. Podemos ver isso na morte de Estevão: "Mas ele, estando cheio do Espírito Santo e fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus e Jesus, que estava à direita de Deus, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, que está em pé à mão direita de Deus (At 7.55,56)".

E vemos ainda a glorificação de Cristo, quando Ele apareceu a João na Ilha de Patmos: E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro; e, no meio dos sete castiçais, um semelhante ao Filho do Homem, vestido até aos pés de uma veste comprida e cingido pelo peito com um cinto de ouro. E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os olhos, como chama de fogo; e os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivesse sido refinado numa fornalha; e a sua voz, como a voz de muitas águas. E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece. E eu, quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: "Não temas; eu sou o Primeiro e o Último e o que vive; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém! E tenho as chaves da morte e do inferno".

Esse é o Jesus em quem nós cremos. Não ficou na tumba fria, seus restos mortais não estão em nenhum caixão, seu nome não está esquecido na memória e o seu poder permanece o mesmo transformando vidas até hoje.

Jesus, esse é o grande mistério de Deus! Entregue a sua vida a esse mistério hoje e vai ver que Ele é muito mais do que se pode escrever, entender ou pensar!

Um comentário:

Anônimo disse...

REVELAÇÃO / EXORTAÇÃO:
Urge difundirmos na terra, a certeza de que Jesus Cristo já vive agindo entre nós, espargindo a luz do saber, criando Irmãos espirituais, e a nova era Cristã. Eu não minto, e a Espiritualidade que esperava pela sua volta, pode comprovar que digo a verdade. Por princípio, basta recompormos as 77 letras e os 5 sinais que compõem o titulo do 1º. livro bíblico, assim: O PRIMEIRO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO GÊNESIS: A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA E DE TUDO O QUE NÊLES HÁ: Agora, pois, todos podem ver que: HÁ UM HOMEM LENDO AS VERDADES DO SEU ESPÍRITO: ÊLE É O GÊNIO CRIADOR QUE CRIA ESSA AÇÃO DE CRISTO. (LC.4.21) – Então passou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir:(JB.14.17) O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem conhece, vós o conheceis, porque Ele habita convosco e estará em vós. Regozijemo-nos ante a presença do Nosso Senhor, e façamos jus ao poder que o Filho do Homem traz às Almas Justas, para a formação da verdadeira Cristandade.

(MT.26.24) – O FILHO DO HOMEM VAI, COMO ESTÁ ESCRITO A SEU RESPEITO, MAS AI DAQUELE POR INTERMÉDIO DE QUEM O FILHO DO HOMEM ESTÁ SENDO TRAIDO! MELHOR LHE FORA NÃO HAVER NASCIDO.

E, ao recompormos as 130 letras e os 7 sinais que compõem esse texto, todos já podem ler, saber e entender quem é o Filho do Homem.

E O FILHO DO HOMEM É O ESPÍRITO QUE TESTA AS ALMAS DO HOMEM E DA MULHER, NA VERDADE DO SENHOR, COMO CRISTO: E EIS A PROVA QUE O FILHO DO HOMEM FOI TREINADO NA LEI CRISTÃ

(MC.14.41) – CHEGOU A HORA, O FILHO DO HOMEM ESTÁ SENDO ENTREGUE NAS MÃOS DOS PECADORES: E hoje, quem quiser interagir com o Filho do Homem, deve buscar “A Bibliogênese de Israel”, que já está disponível na internet (Editora Biblioteca 24x7). E quem não quiser, pode continuar vivendo de esperança vã, assistindo passivamente a agonia da vida terrena, à par da auto-destruição do nosso planeta...